Meteorologia

  • 16 OUTUBRO 2019
Tempo
20º
MIN 13º MÁX 21º

Edição

Relações entre Índia e China são estáveis e diferenças mas geríveis

O primeiro-ministro indiano, Nerendra Modi, afirmou hoje, durante o segundo dia de visita do Presidente chinês, Xi Jimping, à Índia que as relações entre os dois países alcançaram estabilidade e que as diferenças serão geridas de forma prudente.

Relações entre Índia e China são estáveis e diferenças mas geríveis
Notícias ao Minuto

13:04 - 12/10/19 por Lusa

Mundo Modi

Nerendra Modi referiu que no encontro que teve hoje com Xi Jimping na cidade costeira de Mamallapuram, as delegações de ambos os países se mostraram sensíveis às preocupações do outro Estado, acentuando que as relações entre os dois países alcançaram estabilidade e um novo impulso e que as diferenças podem ser geridas de forma prudente evitando disputas.

Esta visita de dois dias de Xi Jimping à Índia para discutir as relações bilaterais acontece num momento de tensão com o apoio da China ao Paquistão, depois de Nova Deli ter imposto restrições na região da Caxemira que controla.

Sem entrar em pormenores, o Presidente chinês referiu, numa declaração inicial, que as conversações com Modi sobre várias questões estavam a decorrer de forma franca e profunda.

De acordo com o ministro dos Negócios Estrangeiros da Índia, Modi e Xi estiveram reunidos mais de duas horas durante o jantar de sexta-feira. O mesmo responsável governamental adiantou ainda que houve um reconhecimento de que a Índia e a China são países "muito complexos e muito diferentes", mas que ambos estão empenhados em trabalhar em conjunto contra a radicalização e do terrorismo e a evitar que afetem o caráter multicultural, multiétnico e multirreligioso das suas sociedades.

As tensões na Caxemira, dividida entre o Paquistão e a Índia, mas reivindicada por ambos, aumentaram desde agosto, quando a Índia impôs restrições à segurança e às comunicações na região por si controlada.

A China apoiou nesta questão o Paquistão na reunião da Assembleia Geral da ONU em Nova Iorque, dizendo que a Índia não deve agir unilateralmente na Caxemira, parte da qual é também controlada pelo regime chinês. A Índia diz que Jammu e Caxemira são parte integrante do seu país.

Xi Jimping chegou na sexta-feira à índia, dois dias depois de ter recebido o primeiro-ministro do Paquistão, Imran Khan, em Pequim.

Esta visita de Xi à Índia segue o formato da reunião anterior, que aconteceu em abril de 2018 na cidade de Wuhan, na China, e que foi precedida também por tensões causadas por um impasse de dez semanas entre as suas forças armadas na fronteira com o Butão.

A China reivindica cerca de 90 mil quilómetros quadrados de território no nordeste da Índia, enquanto o Governo indiano afirma que os chineses ocupam 38 mil quilómetros quadrados do seu território na região de Aksai Chin, no oeste dos Himalaias.

Os líderes já se reuniram pelo menos 20 vezes para discutir as reivindicações territoriais sem fazer progressos significativos.

A Índia também está preocupada com as medidas da China para estabelecer laços estratégicos e económicos com os seus países vizinhos - Sri Lanka, Nepal, Bangladesh e Maldivas.

Ainda hoje e depois de concluída a visita à Índia, Xi visita o Nepal.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório