Meteorologia

  • 19 OUTUBRO 2019
Tempo
18º
MIN 14º MÁX 19º

Edição

Síria: Governo turco nega ter atacado posições norte-americanas

O Governo turco negou hoje que o seu exército tenha atacado com a sua artilharia tropas norte-americanas destacadas no nordeste da Síria.

Síria: Governo turco nega ter atacado posições norte-americanas

"Atacar as forças norte-americanas está fora de questão. Existe a coordenação necessária entre nossas forças e os norte-americanos", disse o ministro da Defesa da Turquia, Hulusi Akar, à imprensa turca a partir do comando central da operação em Sanliurfa, cerca de 50 quilómetros da fronteira turco-síria.

Fontes do Pentágono disseram à agência de notícias EFE na noite de sexta-feira que as forças norte-americanas foram atingidas por artilharia turca perto da cidade de Kobane, fora da chamada "zona segura", uma área com 30 quilómetros no nordeste da Síria, que Ancara pretende vir a controlar.

Desde quarta-feira passada, o exército turco combate no nordeste da Síria a milícia curdo-síria "Unidades de Proteção do Povo" (YPG), apoiadas até agora pelos Estados Unidos na luta contra o grupo extremista Estado Islâmico (EI).

Os ataques aéreos do Exército turco estão concentrados hoje na cidade síria de Ras al-Ain, um dos pontos em que a ofensiva turca começou.

Na área, houve constantes confrontos entre milícias rebeldes sírias apoiadas por soldados turcos contra membros do YPG.

Enquanto isso, morteiros continuam a cair do lado sírio nas cidades fronteiriças da Turquia, que já causaram 17 mortes e mais de cem feridos.

O Exército turco afirmou ter "neutralizado" hoje, isto é, ferido, morto ou capturado, 415 milicianos do YPG.

As autoridades turcas afirmam já ter tomado 14 localidades ao redor de Ras al-Ain e Tal Abiad.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório