Meteorologia

  • 22 NOVEMBRO 2019
Tempo
16º
MIN 14º MÁX 18º

Edição

Jovem britânica sofre aborto durante 12 horas de espera nas urgências

Incidente aconteceu num hospital de Plymouth, em Inglaterra, no início de setembro.

Jovem britânica sofre aborto durante 12 horas de espera nas urgências

Anne Rennie, uma adolescente de 18 anos de idade, estava grávida de quase 11 semanas quando se dirigiu ao Hospital Derriford, em Plymouth, no passado dia 2 de setembro, por ter começado a sangrar. Depois de esperar 12 horas para ser atendida, recebeu a notícia de que tinha sofrido um aborto.

A adolescente, que já é mãe de uma criança de um ano, revela a sua história à imprensa britânica numa tentativa de sensibilizar para este tipo de casos nas urgências que, acredita, merecerem outro tipo de tratamento.

Anne revela, de acordo com o site Metro, que as urgências estavam cheias de gente e que só pôde ser submetida a uma ecografia 12 horas depois de ter dado entrada.

Admitindo que o aborto pode não estar relacionado com o tempo de espera, a britânica acredita que não deveria ter esperado tantas horas. "Os funcionários estavam a lidar com pessoas embriagadas ou drogadas primeiro e isso é horrível", explicou.

"Eu sei que não devo ter sido a única a passar por isto. Havia tanta gente a queixar-se naquela noite porque estavam à espera há horas para ser vistas", acrescentou, citada pela mesma publicação.

Um porta-voz do hospital reagiu já reagiu à denúncia de Anne: "Lamentamos muito a perda da paciente e que a longa espera ainda tenha piorado uma situação já difícil e perturbadora. Pedimos à família que contacte o nosso serviço dedicado às famílias para que possamos explorar todas as dúvidas junto dos colegas adequados".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório