Meteorologia

  • 12 NOVEMBRO 2019
Tempo
14º
MIN 12º MÁX 18º

Edição

Escondeu que tinha VIH e infetou várias mulheres. Foi condenado à prisão

O homem contagiou pelo menos quatro mulheres. Uma acabou por morrer.

Escondeu que tinha VIH e infetou várias mulheres. Foi condenado à prisão

Um homem, de 55 anos, escondeu durante vários anos estar infetado com VIH (Vírus da Imunodeficiência Humana) e, apesar da doença, continuou a ter relações sexuais desprotegidas, infetando pelo menos quatro mulheres.

Uma das suas antigas companheiras com quem teve um filho, acabou por morrer. Conta o La Repubblica que a história foi descoberta por um procurador da província de Messina, em Itália, e a investigação teve início após a denúncia da irmã da vítima que deu conta da doença da irmã e das suspeitas sobre o cunhado.

O homem seropositivo manteve um relacionamento de quatro anos com a vítima e, como foi possível as autoridades verificarem nos relatórios médicos, recusava-se a manter relações sexuais protegidas. A mulher só descobriu que tinha contraído a doença anos após os primeiros sintomas e já numa fase muito avançada.

Durante a investigação foi ainda descoberto que a primeira mulher do suspeito tinha morrido de Sida na década de 90, mas este mentia às mulheres que conhecia, dizendo que esta tinha morrido de um tumor.

Há pelo menos mais três mulheres infetadas pelo mesmo homem, mas em apenas um caso os procuradores conseguem provar que o homem tinha a intenção de contagiar a vítima. 

O homem foi acusado pelo Ministério Público de homicídio e lesões graves e condenado a uma pena de prisão efetiva.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório