Meteorologia

  • 16 SETEMBRO 2019
Tempo
19º
MIN 18º MÁX 27º

Edição

Polícia angolana anuncia fim de postos de controlo nas estradas

A polícia angolana anunciou hoje que a desativação de postos de controlo nas estadas nacionais e complementares visa "promover o desenvolvimento da economia" nacional, prometendo um sistema de "patrulhamento aleatório" de trânsito para melhor segurança dos utentes.

Polícia angolana anuncia fim de postos de controlo nas estradas
Notícias ao Minuto

16:45 - 13/09/19 por Lusa

Mundo Angola

"Objetivo é de garantir a efetividade da livre circulação de pessoas e bens, promover o desenvolvimento da economia nacional, o turismo, o investimento nacional e estrangeiro, proporcionar também maior segurança aos utentes das estradas nacionais e complementares", afirmou hoje, Orlando Bernardo, diretor do gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa do Comando Geral da Polícia angolana.

A medida, em curso há uma semana, determina a implementação um sistema de patrulhamento aleatório de trânsito nas estradas nacionais e complementares que visam garantir a "segurança rodoviária e a livre circulação de pessoas e bens", explicou.

Orlando Bernardo que falava hoje, em Luanda, durante uma conferência de imprensa de esclarecimentos sobre o assunto, deu conta que os postos de controlos a serem desativados estão "inadequados" ao atual contexto do país.

"O grande objetivo foi permitir que evoluirmos de um sistema que foi utilizado durante muito tempo e pelas características dos problemas que o país viveu assim obrigaram a colocação desse tipo de controlo", frisou.

Numa semana, a polícia angolana deteve mais de 200 cidadãos estrangeiros ilegais, fruto do novo modelo de controlo e fiscalização rodoviária, garantindo que apesar de se levantarem esses postos de controlo "continuará a haver atividade policial".

"E esta medida tem estado a trazer resultados positivos para a atividade da polícia. Os cidadãos podem ficar tranquilos que a atividade da polícia nacional na manutenção da segurança continuam, garantidos através de medidas adicionais criadas para o efeito", rematou o comissário.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório