Meteorologia

  • 20 OUTUBRO 2019
Tempo
15º
MIN 12º MÁX 18º

Edição

Autoridades norte-americanas evitaram três tiroteios em massa

Foram detidos três homens em Estados norte-americanos diferentes que ameaçaram levar a cabo tiroteios em massa.

Autoridades norte-americanas evitaram três tiroteios em massa
Notícias ao Minuto

10:10 - 19/08/19 por Fábio Nunes 

Mundo Tiroteios EUA

As autoridades norte-americanas anunciaram este fim de semana que evitaram três possíveis tiroteios em massa depois de deterem três homens que demonstraram interesse em concretizar tiroteios em massa. Segundo a CNN, os homens foram detidos em Estados diferentes e as autoridades foram alertadas para as suas ameaças por cidadãos.

Em Norwalk, Connecticut, Brandon Wagshol, de 22 anos, foi detido por ter expressado no Facebook a sua vontade em cometer um tiroteio em massa, de acordo com um comunicado do FBI e do departamento de polícia de Norwalk. As autoridades receberam uma dica de que Wagshol queria comprar munições de grande capacidade para espingardas noutro Estado.

Ao investigarem a informação que receberam, o FBI e a polícia descobriram que o suspeito queria construir a sua própria espingarda. Efetuaram uma busca em casa de Wagshol e encontraram várias armas, incluindo uma pistola, uma espingarda, uma mira com laser para a espingarda, diversas munições, colete à prova de balas e outro equipamento tático, habitual nas forças de segurança.

Brandon Wagshol enfrenta quatro acusações de posse ilegal de munições de grande capacidade e permanece detido sob uma fiança de 250 mil dólares (cerca de 225 mil euros).

Também foram detidos suspeitos na Florida e no Ohio

Em Daytona Beach, na Florida, Tristan Scott Wix, de 25 anos, foi detido nesta sexta-feira num parque de estacionamento depois de ter enviado várias mensagens perturbadoras à sua ex-namorada, nas quais ameaçava levar a cabo um tiroteio em massa. A polícia de Volusia County foi alertada pela ex-namorada do suspeito.

Nas mensagens, o homem afirmava que queria abrir fogo sobre uma grande multidão. “Umas 100 mortes seria bom”, escreveu numa das mensagens. Noutra mensagem, disse que “uma escola era um alvo fraco… eu provavelmente abriria fogo sobre uma grande multidão a mais de cinco quilómetros”.

A polícia encontrou uma arma e munições no apartamento de Wix, que admitiu o fascínio por tiroteios em massa.

No Ohio, a polícia de New Middletown deteve James Patrick Reardon, de 20 anos, por ameaçar cometer um tiroteio num centro comunitário judeu. Reardon publicou no Instagram um vídeo de uma pessoa a disparar a arma – não é percetível se é o suspeito que está a disparar – e identificou o Jewish Community Center of Youngstown. A acompanhar o vídeo estava uma frase: “A polícia identificou o atirador do Jewish Community Center of Youngstown como sendo o nacionalista branco Seamus O’Reardon”. Seamus é a versão gaélica do seu nome.

Na rede social, Reardon fez vários comentários anti-semitas. Foram efetuadas buscas a sua casa e foram encontradas várias armas e munições.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório