Meteorologia

  • 08 DEZEMBRO 2019
Tempo
17º
MIN 12º MÁX 17º

Edição

Islamitas moderados apresentam candidato às presidenciais na Tunísia

O partido islamita moderado Ennahdha, principal força no parlamento da Tunísia, vai apresentar o vice-líder do partido Abdelfattah Mourou às presidenciais antecipadas de setembro, uma decisão inédita na história desta formação, quando começaram a ser anunciadas diversas candidaturas.

Islamitas moderados apresentam candidato às presidenciais na Tunísia
Notícias ao Minuto

15:35 - 07/08/19 por Lusa

Mundo Tunísia

O anúncio foi emitido num lacónico comunicado do partido, que deverá promover ainda hoje uma conferência de imprensa.

Abdelfattah Mourou, 71 anos, vice-presidente do Ennahdha liderado por Rached Ghannouchi, é o atual presidente interino do parlamento após o seu antecessor, Mohamed Ennaceur, ter assumido as funções de chefe de Estado interino após a morte em 25 de julho do presidente Beji Caïd Essebsi, aos 92 anos.

Em 2011, nove meses após a revolução que afastou do poder o presidente Zine el Abidine ben Ali e instaurou a democracia multipartidária, o Ennahdha (Renascimento) venceu as legislativas, o primeiro escrutínio pós-revolução.

"É a primeira vez na sua história que o movimento apresenta um candidato às presidenciais", declarou à agência noticiosa AFP o porta-voz do Ennhadha, Imed Khmiri.

"O conselho consultivo do partido votou por uma maioria de 98 votos a favor da candidatura de Abdelfattah Mourou à eleição presidencial", indicou o Ennahdha no comunicado.

Apontado pela sua moderação, Abdelfattah Mourou é um dos membros fundadores do Ennahdha juntamente com Rached Ghannouchi. O partido foi fundado em 1981.

Antes da morte do chefe de Estado e da alteração do calendário eleitoral, o Ennahdha estava reticente quanto à ideia de apresentar o seu próprio candidato presidencial, e apostava num novo sucesso nas legislativas, inicialmente previstas para antes das presidenciais.

No entanto, a primeira volta das presidenciais foi antecipada para 15 de setembro, e as legislativas estão previstas para 06 de outubro.

Os candidatos às presidenciais começaram a apresentar as candidaturas a 02 de agosto. Hoje, 27 pretendentes já tinham submetido o seu dossier na instância eleitoral independente (Isie), incluindo o empresário e magnata dos media Nabil Karoui, que se apresenta com o candidato dos mais desprotegidos.

Karoui é considerado um sério adversário para o primeiro-ministro Youssef Chahed, candidato do partido Tahya Tounes.

Abir Moussi, uma apoiante do antigo regime do ditador Ben Ali, também se envolveu na corrida presidencial e entre outras medidas propõe a exclusão dos islamitas, incluindo o Ennahdha.

O ex-presidente Moncef Marzouki, 74 anos, também apresentou hoje a sua candidatura, à semelhança de Abdelkarim Zebidi, que anunciou a sua demissão de ministro da Defesa após decidir concorrer em nome do partido no poder Nidaa Tounes.

Na sexta-feira, tinha sido anunciada a candidatura de Hamadi Jebali, ex-primeiro-ministro e antigo secretário-geral do Ennahdha, que se apresenta na qualidade de independente.

O prazo limite para a apresentação das candidaturas presidenciais termina na sexta-feira. Em 31 de agosto, o Isie anunciará a lista dos admitidos, e a campanha vai decorrer entre 2 e 13 de setembro.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório