Meteorologia

  • 02 ABRIL 2020
Tempo
12º
MIN 7º MÁX 19º

Edição

EasyJet arrasada por foto de passageira em banco partido. Não era verdade

Companhia aérea explicou que a passageira em questão não se deveria ter sentado naquele lugar.

EasyJet arrasada por foto de passageira em banco partido. Não era verdade

Uma fotografia de uma mulher sentada num banco partido, sem costas, dentro de um avião da easyJet foi esta terça-feira notícia em vários meios britânicos, depois de partilhada por outro passageiros nas redes sociais. 

Matthew Harris, o passageiro que fez a publicação, questionou a companhia britânica, identificando ao mesmo tempo duas agências responsáveis pela segurança aérea.

"A easyJet antecipa-se à Ryanair na inclusão de bancos sem costas. Este é o voo 2021 de Luton para Genebra. Como é que isto é permitido", questionou o utilizador.

A publicação tornou-se viral numa questão de horas, contando neste momento com mais de dez mil partilhas, e foi noticiada por vários meios.

Em resposta a um pedido de reação por parte da CNN, a companhia low-cost indicou, porém, que nenhum passageiro foi colocado em bancos sem costas e que a passageira na imagem não se devia ter sentado ali, pois não seria permitido que o avião levantasse voo nessas condições. "Não foi permitido a nenhum passageiro sentar-se naqueles bancos, uma vez que estavam fora de uso, a aguardar reparação. A segurança é nossa principal prioridade e a easyJet opera a sua frota de aviões em rigorosa conformidade com todas as normas de segurança", refere o comunicado divulgado pela aérea.

Matthew Harris fez um comentário em reação ao comunicado, mais tarde, onde retifica a sua afirmação inicial. "Uma pessoa fica a pensar no quão seguro estaria o resto do avião. Isto era o lugar dela. A senhora foi mudada para um lugar vago quando todos os passageiros embarcaram. Não tenho a certeza do que aconteceria se o avião estivesse lotado", indicou.

A gestão das redes sociais da easyJet foi, ainda assim, severamente criticada pela resposta que ofereceu ao utilizador que publicou a fotografia, pedindo-lhe que a apagasse e para falar diretamente com a empresa.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório