Meteorologia

  • 14 OUTUBRO 2019
Tempo
15º
MIN 13º MÁX 19º

Edição

Foi confundido com atirador de El Paso. Afinal, ajudou a salvar crianças

Militar conta como reagiu quando ouviu disparos no supermercado onde tinha ido para comprar, apenas, uma camisola.

Foi confundido com atirador de El Paso. Afinal, ajudou a salvar crianças

O militar Glen Oakley era uma das muitas pessoas que se encontravam dentro do Walmart de El Paso, no Texas, quando um homem armado irrompeu pelo estabelecimento comercial e matou 20 pessoas e feriu outras 26.

Assim que ouviu os disparos, o militar, que tinha consigo a sua arma, decidiu tirá-la. Contudo, quando viu várias crianças a correr, assustadas, e sem os pais por perto, decidiu que a sua prioridade deveria ser ajudar os mais novos.

Glen é já considerado um dos heróis daquele que é o pior massacre do ano nos EUA.  O homem tentou agarrar no máximo de crianças que conseguia e saiu do supermercado na sua companhia.

"Percorri o caminho até à saída [com as crianças] e quando cheguei ao exterior penso que um dos polícias achou que eu podia ser o atirador, pelo que lhe tive que mostrar a minha licença [de arma]", conta, citado pelo Mirror.

O homem acrescenta, ainda, que uma criança entrou no Walmart momentos antes, dando conta da presença de um homem armado no parque de estacionamento so supermercado e que ninguém acreditou nas suas palavras. Só quando ouviram os disparos, é que perceberam que o perigo era real.

O ataque foi perpetrado por Patrick Crusius,  um homem causasiano de 21 anos, que terá publicado um manifesto  nas redes sociais a justificar o ataque. Este está a ser investigado comose tendo tratado de um "crime de ódio".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório