Meteorologia

  • 03 JULHO 2020
Tempo
19º
MIN 16º MÁX 26º

Edição

Irão e Emirados Árabes Unidos mantêm reunião sobre segurança marítima

Responsáveis oficiais dos Emirados Árabes Unidos (EAU) e do Irão reuniram-se pela primeira vez em seis anos para abordar a segurança marítima no golfo Pérsico, confirmaram hoje os dois países.

Irão e Emirados Árabes Unidos mantêm reunião sobre segurança marítima

O encontro assume particular significado pelo facto de os EAU e o Irão serem rivais regionais.

Em 2016, os EAU restringiram os laços diplomáticos com o Irão e juntaram-se às políticas dos Estados Unidos em relação a Teerão, incluindo o apoio às duras sanções norte-americanas.

Os EAU e a Arábia Saudita, seu aliado próximo, também se envolveram desde 2015 na guerra no Iémen contra os rebeldes Huthis, apoiados pelo Irão.

No entanto, e nas últimas semanas, os EAU retiraram milhares de tropas do Iémen com o objetivo de reforçar a segurança no seu país.

Os recentes incidentes no estreito de Ormuz, um crucial corredor marítimo para os grandes petroleiros, e os receios de um conflito em larga escala implicaram uma alteração da estratégia de Abu Dhabi, que apelou à contenção e a contactos diplomáticos com o Irão.

Quatro petroleiros foram sabotados nas costas dos EAU em maio, mas este país da península Arábica, uma federação de sete emirados, recusou juntar-se a Washington nas acusações dirigidas ao Irão pelos ataques, que Teerão negou.

No início de julho, o Irão apresou um petroleiro com bandeira britânica no estreito de Ormuz no que foi sugerido por responsáveis iranianos como uma retaliação pela captura pelas autoridades britânicas de um petroleiro iraniano no estreito de Gibraltar.

Um responsável oficial dos Emirados disse que os encontros abordaram questões relacionadas com segurança fronteiriça e segurança de navegação em águas partilhadas, descrevendo as conversações como "nada de novo" e não relacionadas com as atuais tensões.

Assinalou ainda que estão programadas reuniões periódicas entre equipas técnicas dos dois países, e que este foi o sexto encontro realizado.

Este responsável não foi autorizado a revelar o conteúdo das conversações e exprimiu-se sob anonimato, refere a agência noticiosa AP.

O diário estatal IRAN referiu por sua vez que uma delegação de sete membros de Abu Dhabi reuniu-se na terça-feira com comandantes da guarda costeira e fronteiriça iraniana em Teerão, o primeiro encontro do género desde 2013.

O Etemad, outro diário iraniano, descreveu o encontro como um esforço para reforçar a cooperação em segurança marítima entre os dois países.

Apesar de prosseguirem políticas rivais na região, os EAU e o Irão mantiveram-se em contacto.

Os Emirados não encerraram a sua embaixada em Teerão e o Dubai permanece um popular destino para os turistas iranianos.

Os cidadãos dos Emirados com descendência iraniana também mantêm laços com o Irão, que gere um hospital, um centro cultural e uma escola no Dubai.

As tensões da região agravaram-se após a administração norte-americana de Donald Trump ter renunciado em 2018 ao acordo nuclear firmado entre o Irão e as potências mundiais, e impor duras sanções a Teerão.

Nos últimos meses dos Estados Unidos reforçaram a sua presença militar no Golfo Pérsico, enquanto o Irão começou abertamente a exceder os limites impostos à sua atividade nuclear, ao referir que não pode continuar a comprometer-se com o Plano de Ação Conjunto Global (JCPOA) assinado em 2015 caso os signatários europeus do acordo não garantam diversas medidas económicas de apoio ao seu país.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório