Meteorologia

  • 20 OUTUBRO 2019
Tempo
16º
MIN 12º MÁX 18º

Edição

Rixa entre gangues rivais em prisão brasileira faz mais de 50 mortos

Meios brasileiros avançam com um balanço de 52 mortos após a erupção de um conflito entre gangues rivais numa prisão brasileira. Dois guardas prisionais foram feitos reféns, diz o Estadão, mas acabaram por ser libertados.

Rixa entre gangues rivais em prisão brasileira faz mais de 50 mortos

Uma rixa entre duas fações rivais no Centro de Recuperação Regional de Altamira, no estado do Pará, terá terminado com um balanço de 52 mortos, de acordo com o Estadão. O incidente aconteceu entre as 5h e 7h da manhã (hora local, entre as 10h e as 12h de Lisboa) desta segunda-feira.

Durante o motim, diz a mesma publicação, dois guardas prisionais foram feitos reféns, mas foram entretanto libertados, tendo o incidente sido contido pelas forças de segurança.

A rixa teve início quando os detidos do Bloco A daquele estabelecimento prisional, onde estão membros de uma organização criminosa, invadiram outro anexo. Depois da invasão, começaram um incêndio no local, fazendo com que vários reclusos morressem por asfixia.

Em conferência de imprensa, as autoridades brasileiras revelaram, porém, que 16 das vítimas mortais foram decapitadas.

No local esteve a Polícia Civil e a Polícia Militar, onde foram levadas a cabo negociações para libertação dos reféns, que aconteceu com sucesso.

Este é o segundo incidente registado este ano de mortes em massa em prisões brasileiras. Em maio, 55 reclusos do Complexo Penitenciário Anisio Jobim (COMPAJ), em Manaus, no estado brasileiro do Amazonas, morreram na sequência de uma rixa.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório