Meteorologia

  • 23 OUTUBRO 2019
Tempo
18º
MIN 13º MÁX 19º

Edição

Raptado há 20 anos na China foi encontrado graças a reconhecimento facial

Mãe e filho foram reunidos após este ser levado em bebé.

Raptado há 20 anos na China foi encontrado graças a reconhecimento facial

Uma mãe reencontrou o seu filho 20 anos depois de este ter sido raptado, quando era apenas um bebé. Wang Hua, de Guangdong, na China, ficou arrasada quando, em maio de 1999, o seu filho de apenas cinco meses foi raptado e vendido por cerca de 13 mil yuan (1.700 euros).

Para onde quer que fosse, Wang levava as fotografias do filho com esperança de o encontrar. Agora, o reconhecimento facial possibilitou que o seu desejo se tornasse realidade e conseguiu encontrar um estudante de 20 anos que considerou ser a melhor hipótese. Os testes de ADN confirmaram que o jovem se tratava mesmo do seu filho perdido.

O bebé foi raptado por um inquilino que vivia na sua casa na altura, conhecido apenas como Zhou e que conspirava com traficantes de menores. Wang e o marido visitaram todas as grandes cidades em Guangdong e outra província, mas nunca conseguiram encontrar pistas do paradeiro do filho.

As autoridades nunca pararam de trabalhar no caso, apesar de não existirem novas pistas. Mas em 2018 receberam o alerta de que Zhou, o raptor, tinha sido avistado em Urumqi, a capital e a maior cidade da região autónoma de Xinjiang. A 26 de maio do ano passado o homem foi detido juntamente com outros cinco envolvidos no rapto.

No entanto, o homem desconhecia o paradeiro do jovem e só depois de usarem as fotografias da família é que foi possível ter uma hipótese real de encontrarem o seu filho. Recorreram a um programa de comparação de fotografias de bebés com pessoas naquela zona para perceber se algum combinava. Eis se não quando encontraram o bebé desaparecido.

A família organizou um encontro e percebeu que o jovem tinha vivido a apenas alguns quilómetros dos seus pais biológicos na mesma província. Ao conhecer os pais o jovem disse ter-se sentido "muito emocionado", mas acrescentou que também se sentiu "muito confuso".

O casal que comprou o bebé aos criminosos nega ter sabido estar a comprar um bebé roubado.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório