Meteorologia

  • 19 AGOSTO 2019
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 18º

Edição

Detido em França suspeito de ter matado um cidadão guineense

Um homem de nacionalidade turca foi detido hoje como o presumível autor da agressão que causou a morte do cidadão da Guiné-Conacri Mamadou Barry na passada sexta-feira em França, foi hoje anunciado.

Detido em França suspeito de ter matado um cidadão guineense
Notícias ao Minuto

13:20 - 22/07/19 por Lusa

Mundo França

De acordo com a agência noticiosa Efe, o suspeito, de 29 anos e com antecedentes psiquiátricos, foi preso na localidade de Sotteville-lès-Rouen às 9h20 locais, e foi identificado devido as imagens de vídeo vigilância.

O Gabinete do Procurador de Rouen conduz a investigação sobre a morte de Mamodou Barry, de 31 anos professor e investigador, vítima de um ataque que aconteceu quando estava com a sua mulher no interior da sua viatura perto de uma paragem de autocarros na localidade de Canteleu na sexta-feira à tarde.

Segundo a Efe, vários testemunhas disseram que escutaram comentários racistas em relação à final da Liga das Nações Africanas que foi disputado entre a Argélia e o Senegal

Um amigo da vítima que chegou ao local quando este estava deitado no chão, disse que as testemunhas disseram que o seu amigo foi insultado por um homem que parecia ser de origem norte-africana e que o terá insultado.

As agressões terão ocorrido quando o investigador universitário guineense saiu do carro para pedir explicações, contra o conselho da sua mulher, foi agredido com golpes na cabeça e no pescoço, caiu ao chão e começou a sangrar de imediato.

A vítima acabou por morrer no dia seguinte no hospital universitário em Rouen, onde foi hospitalizado. O Ministério Público não confirmou a natureza racista da agressão.

O eurodeputado Nicolas Bay, membro do partido de extrema direita Francês Agrupamento Nacional,(RN, na sigla Francesa), referiu num comunicado hoje divulgado que "de acordo com todos os testemunhos", quem matou Mamoudou Barry foi "um adepto da Argélia" que proferiu "insultos racistas violentos".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório