Meteorologia

  • 20 AGOSTO 2019
Tempo
17º
MIN 17º MÁX 18º

Edição

Austrália "profundamente desiludida" com detenção de escritor na China

A ministra dos Negócios Estrangeiros da Austrália, Marise Payne, disse hoje que o seu país está "profundamente desiludido" com a decisão das autoridades chinesas de colocar sob detenção Yang Hengjun, romancista chinês naturalizado australiano.

Austrália "profundamente desiludida" com detenção de escritor na China

O antigo funcionário do ministério chinês dos Negócios Estrangeiros, de 53 anos, foi detido, em janeiro passado, na cidade de Cantão, sul da China, quando fazia escala a caminho da Austrália, e esteve até à data numa espécie de "prisão domiciliária", sem que se soubesse o local ou motivo da detenção.

Marise Payne informou que a China notificou o seu Governo de que Yang foi agora colocado sob detenção criminal.

"O governo australiano está profundamente desapontado que o cidadão australiano e académico Dr. Yang Hengjun tenha sido transferido para detenção criminal na China", afirmou.

Yang, que viajava a partir de Nova Iorque, onde é professor na Universidade de Columbia, foi transferido na quinta-feira para um centro de detenção de segurança do Estado e deve ser acusado de "colocar em risco a segurança do Estado", revelaram os seus advogados.

A medida surge numa altura de tensões entre Camberra e Pequim, que se deteriorou depois de o Governo australiano ter banido a gigante chinesa das telecomunicações Huawei de fornecer equipamento para a construção da rede de Internet 5G na Austrália, no ano passado.

A China tem um longa historial de prisão de dissidentes, alguns deles a residir no exterior, para depois acusá-los de crimes como subversão.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório