Meteorologia

  • 23 AGOSTO 2019
Tempo
24º
MIN 22º MÁX 27º

Edição

Vaticano desautoriza ex-núncio que questionou exumação de corpo de Franco

O Vaticano desautorizou hoje o ex-núncio (embaixador) em Espanha, Renzo Fratini, que tinha acusado o executivo de Madrid de ter "ressuscitado" Francisco Franco, por ter decidido exumar o corpo do ditador do Vale dos Caídos.

Vaticano desautoriza ex-núncio que questionou exumação de corpo de Franco
Notícias ao Minuto

11:47 - 18/07/19 por Lusa

Mundo Igreja

O diretor interino do gabinete de imprensa do Vaticano, Alessandro Gisotti, esclareceu hoje que as declarações de Renzo Fratini, que terminou há alguns dias o seu mandato de núncio, tinham sido "expressas a título pessoal".

"Esta posição tem por base o pleno respeito da soberania do Estado espanhol e do seu sistema jurídico", acrescenta Gisoto em nota de imprensa.

Numa entrevista dada para assinalar a sua despedida, ao cumprir o seu 75.º aniversário e depois de 10 anos como embaixador do Papa em Espanha, Fratini questionou em junho a decisão do Governo espanhol de exumar o corpo do ditador e afirmou que o executivo liderado pelo socialista Pedro Sánchez estava "a ressuscitar Franco".

Madrid apresentou no início de julho uma queixa formal junto do Vaticano pela declaração de Renzo Fratini, que considerou ser "improcedente e inaceitável" no que diz respeito ao "fundo e à forma".

O Governo espanhol afirmou ainda que o diplomata não tinha o direito de "entrar nos assuntos internos de um Estado".

O executivo decidiu em 15 de março último exumar os restos mortais do antigo ditador, que estão no Vale dos Caídos, para o cemitério de Mingorrupio, na povoação de El Pardo, também nos arredores de Madrid.

A transferência do corpo devia já ter sido realizada em 10 de junho, mas o Supremo Tribunal espanhol decidiu suspender, de forma cautelar, o plano do Governo, enquanto não houver decisões sobre vários recursos apresentados, principalmente pela família do ex-ditador.

Os familiares estão contra a transferência do corpo e insistem que apenas poderiam considerar a exumação para a catedral de Almudena (Madrid), possibilidade que já tinha sido rejeitada pelo executivo.

Para o Governo socialista, o corpo do ditador não pode ser transferido para qualquer local onde possa ser "enaltecido ou homenageado".

Francisco Franco Bahamonde foi um militar espanhol que integrou o golpe de Estado que, em 1936, marcou o início da Guerra Civil Espanhola, tendo exercido desde 1938 o lugar de chefe de Estado, até morrer em 1975, ano em que se iniciou a transição do país para um sistema democrático.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório