Meteorologia

  • 19 AGOSTO 2019
Tempo
23º
MIN 20º MÁX 26º

Edição

Salvou mulher de agressão violenta e foi condenado a dois anos de prisão

Incidente aconteceu em Marbella, Espanha, e está criar uma onda de indignação. Um dos agressores morreu após confrontação e o jovem é considerado culpado de homicídio involuntário.

Salvou mulher de agressão violenta e foi condenado a dois anos de prisão

Um jovem espanhol foi condenado a dois anos de prisão efetiva e ao pagamento de 180 mil euros por ter causado a morte a um homem que estava a assaltar e a agredir uma mulher com violência, em Marbella, Espanha.

O caso em apreço remonta a fevereiro de 2015, quando Borja, o acusado, que na altura tinha apenas 22 anos, viu uma mulher a ser agredida por um casal de assaltantes, Pedro Toro Timeo e Isabel Cano. Segundo recorda o El Mundo, citando o processo judicial, a vítima estava a ser espancada com violência, sendo alvo inclusive de pontapés na cabeça.

O jovem agiu de imediato em defesa da mulher, confrontando os agressores. Pedro Toro Timeo, de 41 anos, envolveu-se numa luta com o jovem e acabou por cair ao chão com força, tendo passado dois dias em coma antes de morrer no hospital.

A sentença do caso foi conhecida esta segunda-feira: Borja foi considerado culpado de homicídio involuntário e condenado a uma pena de prisão efetiva de dois anos e ao pagamento de 178 mil euros às filhas do assaltante, que o pai abandonara por ser dependente de drogas.

O jovem, agora com 26 anos, que agiu com altruísmo em defesa de uma outra pessoa, deverá entrar na prisão de forma imediata.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório