Meteorologia

  • 17 AGOSTO 2019
Tempo
25º
MIN 23º MÁX 28º

Edição

Três espeleólogas estão desaparecidas em grutas na Cantabria

Três espeleólogas da Catalunha, com idades entre os 40 e os 50 anos, estão desaparecidas desde domingo nas grutas Cueto-Coventosa, no município de Arredondo, na comunidade autónoma da Cantabria, segundo a agência de notícias espanhola EFE.

Três espeleólogas estão desaparecidas em grutas na Cantabria

Alguns colegas das três mulheres, espeleólogas experientes e equipadas, estranharam a demora em saírem da gruta e deram o alerta para o 112, tendo as buscas tido início às 22h00 locais (21h00 em Lisboa).

A operação de resgate é composta por sete especialistas em resgate em cavernas de Proteção Civil do Governo de Cantabria. Uma das equipas com três peritos entrou pelo acesso de Cueto e mais quatro equipas de resgate entraram pela Coventosa.

Este último grupo foi dividido em túneis e alguns deles passaram lá quatro horas sem que tenham encontrado quaisquer vestígios das três mulheres.

Segundo a EFE, o comprimento da caverna pode ser percorrido em 12 horas, dependendo da via e a dificuldade técnica da cavidade.

No município de Arredondo foi estabelecido um posto de comando avançado com um coordenador de emergência da Defesa Civil e um técnico que aguarda informações operacionais.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório