Meteorologia

  • 23 JULHO 2019
Tempo
26º
MIN 22º MÁX 30º

Edição

'Ataques' de Trump vão "aterrorizar menores e famílias separadas"

Os grupos pró-imigrantes alertaram hoje que os ataques anunciados pela administração do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, contra imigrantes indocumentados vão "aterrorizar menores e famílias separadas".

'Ataques' de Trump vão "aterrorizar menores e famílias separadas"
Notícias ao Minuto

19:25 - 13/07/19 por Lusa

Mundo Ativistas

O presidente da organização `Families Belong Together´, Jess Morales Rocketto, declarou, em comunicado, que "a crueldade é a questão: ataques em massa irão aterrorizar menores, separar famílias e criar o caos para o país".

"A administração (de Trump) está a pôr em prática uma cruel agenda de supremacia branca para traumatizar as famílias em vez de tomar medidas para lidar com as horríveis condições que estão a matar crianças migrantes sob custódia dos EUA", disse Morales Rocketto.

O presidente dos EUA, Donald Trump, confirmou na sexta-feira que a sua administração começará a realizar incursões em massa em nove cidades, no domingo, para deportar "milhares" de imigrantes indocumentados.

Por sua parte, Mary Bauer, chefe da organização SPLC declarou, também em comunicado, que o atual Governo "está deliberadamente a aterrorizar" as famílias e as comunidades de imigrantes.

"O contínuo maltrato de menores em instalações de detenção, ataques ao nosso sistema de asilo e assaltos a comunidades de imigrantes através da ameaça de ataques mostram que a prioridade desta administração é aterrorizar as comunidades e não resolver os problemas de imigração", frisou.

Mary Bauer referiu que "com a recente aprovação de fundos adicionais para essas agências (migratórias) sem salvaguardas adicionais, o Congresso dos EUA também assume agora a responsabilidade por essas táticas contínuas".

"Essas agências, que intencionalmente maltratam homens, mulheres e menores e separam famílias, foram encorajadas pelas ações dos legisladores", lamentou a dirigente do SPLC.

Na sexta-feira, em declarações aos jornalistas na Casa Branca, Trump respondeu afirmativamente, ao ser questionado sobre se é verdade que o Serviço de Imigração e Alfândega (ICE) começará as suas incursões neste domingo, como vários meios de comunicação avançaram na quinta-feira.

A operação está concentrada nas cidades de Nova York, Miami (Flórida), Houston (Texas), Los Angeles e São Francisco (Califórnia), Chicago (Illinois), Atlanta (Geórgia), Baltimore (Maryland) e Denver (Colorado), segundo fontes oficiais citadas pela rede de televisão CNN.

Foi planeada idêntica intervenção em Nova Orleans (Louisiana), mas a ICE disse às autoridades da cidade que suspenderá temporariamente a operação devido à tempestade tropical Barry, já transformada em furacão.

De acordo com funcionários contactados pelo jornal The New York Times, a ICE incidirá a operação primeiro em 2.000 imigrantes que já tinham recebido ordem de deportação e que, em alguns casos, faltaram às audiências marcadas nos tribunais de imigração.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório