Meteorologia

  • 23 JULHO 2019
Tempo
27º
MIN 22º MÁX 31º

Edição

Saída do Reino Unido sem acordo causará choque económico na Irlanda

O Banco Central da Irlanda (BCI) advertiu que um 'Brexit' sem acordo é o principal perigo para a estabilidade financeira e económica do país porque causaria um "choque macroeconómico" mais duro do que o esperado.

Saída do Reino Unido sem acordo causará choque económico na Irlanda
Notícias ao Minuto

15:55 - 12/07/19 por Lusa

Mundo Brexit

O alerta do BCI foi publicado no último relatório trimestral da instituição, em que, aborda a incerteza sobre a saída do Reino Unido da União Europeia ('Brexit'), que está agora agendada para o próximo dia 31 de outubro.

Segundo o banco central irlandês, um 'Brexit' selvagem seria o rastilho para um endurecimento abrupto das "condições financeiras globais" e causaria "danos macroeconómicos" na Irlanda. O BCI antecipa que, este cenário, teria "efeitos nefastos", por exemplo no setor imobiliário.

No mesmo relatório, o regulador lembra que depois do colapso do sistema bancário irlandês, em 2008, o setor tem vindo a recuperar há vários anos, mas alerta que os preços da habitação poderão disparar de novo se Londres terminar a relação com a União Europeia (UE) de forma desordenada.

O BCI salienta que, nos últimos anos, os fundos de investimento irlandeses e estrangeiros compraram várias carteiras imobiliárias para investir no segmento da locação o que fez aumentar os preços. Ao mesmo tempo, teve como resultado que um número significativo de compradores de primeira casa estejam não consigam ter acesso mercado.

Num cenário de 'Brexit' sem acordo, a crise que se iria instalar poderia provocar um aumento do desemprego no país e, ao mesmo tempo, a saída precipitada do mercado imobiliário dos fundos de investimento. Estes dois fatores, segundo a análise do BCI, iriam trazer uma queda acentuada dos preços da habitação.

No mesmo relatório, o supervisor do mercado financeiro antecipa que um divórcio sem acordo entre Londres e Bruxelas poderá subtrair até seis pontos percentuais à taxa de crescimento da Irlanda nos próximos dois anos.

Tanto o BCI como o gabinete central de estatísticas irlandês (CSO na sigla em inglês) estimam que o Produto Interno Bruto cresceu, em 2018, cerca de 8%, quase mais 2% do que estava previsto. Apesar de este ano as previsões serem mais modestas, as duas entidades preveem que a economia da Irlanda cresça apenas 4,3% devido ao 'Brexit'.

O BCI alerta ainda que, para além do Brexit, o setor financeiro do país também terá de enfrentar os riscos trazidos por outros fatores externos como a guerra comercial entre os Estados Unidos e a China. Este facto poderá causar um "ajuste súbito" das "condições financeiras globais" e o "ressurgimento de preocupações com a dívida soberana" na zona euro.

O relatório refere ainda que, depois da última grande crise, o sistema bancário irlandês está melhor preparado para "absorver os choques", em vez de os ampliar, como aconteceu no passado.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório