Meteorologia

  • 04 OUTUBRO 2022
Tempo
18º
MIN 16º MÁX 31º

Visita do Presidente chinês em destaque na imprensa norte-coreana

A imprensa norte-coreana dedicou hoje ampla cobertura à visita de Xi Jinping a Pyongyang, a primeira de um Presidente chinês, em 14 anos, numa altura de impasse nas negociações com Washington para a desnuclearização do país.

Visita do Presidente chinês em destaque na imprensa norte-coreana

A propaganda norte-coreana não divulgou nenhuma informação na quinta-feira, o primeiro dia da visita de Xi, e que serviu para comemorar 70 anos das relações bilaterais. O noticiário de quinta-feira da televisão estatal norte-coreana deu também pouca cobertura à visita do Presidente chinês.

Mas, na edição de hoje, o principal diário do regime de Pyongyang, o Rodong, dedicou 8 páginas às atividades de Xi e do líder norte-coreano, Kim Jong-un, realizadas na quinta-feira.

A capa do jornal inclui três fotografias da cerimónia de boas-vindas presidida por Kim e pela sua mulher, Ri Sol-ju, no aeroporto de Pyongyang, com guarda de honra, salvas de canhão e os hinos nacionais de cada um dos dois países tocados por uma banda militar.

As duas páginas seguintes mostram ainda imagens de milhares de pessoas a agitar as bandeiras dos dois países e flores, ao longo do caminho entre o aeroporto de Pyongyang e o centro da cidade, e ad segunda cerimónia de boas-vindas oferecido a Xi, no Palácio do Sol de Kumsusan.

Duas páginas referem a cimeira bilateral, enquanto as três restantes são dedicadas ao banquete oferecido a Xi e à visita do líder chinês à sede do Comité Central do Partido dos Trabalhadores.

Segundo a agência noticiosa oficial norte-coreana, KCNA, Kim e Xi concordaram em "impulsionar as relações entre a República Popular Democrática da Coreia (nome oficial da Coreia do Norte) e a República Popular da China no ambiente atual, quando ocorrem transformações graves e complexas nos cenários internacional e regional".

Durante a cimeira, Xi afirmou que vai trabalhar ativamente para alcançar a desnuclearização da península coreana.

As negociações entre Washington e Pyongyang parecem ter chegado a um impasse depois de, em fevereiro passado, a cimeira entre o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e Kim Jong-un, em Hanói, ter terminado sem um acordo.

Pyongyang propôs abdicar gradualmente do seu arsenal nuclear, à medida que as sanções económicas fossem levantadas, enquanto Washington quer um desarmamento completo.

Hoje, Xi deve visitar a Torre da Amizade Sino-Coreana, antes de almoçar com Kim e voar de regresso para Pequim.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório