Meteorologia

  • 19 JULHO 2019
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 21º

Edição

Estudante britânico condenado por fazer pistola com impressora 3D

Tendai Muswere disse que tinha feito a impressão da arma para um projeto da universidade.

Estudante britânico condenado por fazer pistola com impressora 3D

Um estudante britânico tornou-se a primeira pessoa a ser condenada no Reino Unido por ter usado uma impressora 3D para fazer uma arma. Tendai Muswere, de 26 anos, declarou-se culpado em tribunal esta quarta-feira da acusação de ter criado uma arma impressa em 3D.

A polícia inicialmente ganhou acesso à casa do jovem em Pimlico, no centro de Londres, em outubro de 2017, com recurso a um mandado de busca domiciliária por suspeita de posse de droga, conta o Guardian. Mas encontraram antes os componentes de uma arma impressa em 3D com capacidade para disparar tiros potencialmente letais.

Tendai não tem licença de porte de arma e justificou aos agentes que tinha mandado imprimir a pistola para um filme que ia fazer como projeto da universidade. Mas mais tarde, recusou-se a comentar sobre de que tratava o projeto exatamente.

O estudante referiu não ter conhecimento de que a arma impressa tinha capacidade de disparar, mas uma busca subsequente, feita pela polícia, no histórico de Tendai deu conta de que o jovem tinha visto vários vídeos sobre como fazer uma arma capaz de disparar munições com recurso a uma impressora 3D.

Numa segunda ronda de buscas à sua habitação, em fevereiro de 2018, os agentes encontraram mais componentes da arma. "Muswere referiu que estava a imprimir a arma para um projeto da universidade mas não explicou porque é que incluiu partes necessárias para fazer uma arma de canos letal. Sabemos que Muswere estava a planear por tubos de aço nas armas de forma a criar um cano capaz de disparar", explicou o responsável pela investigação, Jonathan Roberts.

"Esta condenação, que se acredita ser a primeira deste tipo, vai prevenir que uma arma viável chegue às mãos de criminosos", acrescentou Roberts.

A polícia Metropolitana referiu ainda que não há motivo para alarme no que diz respeito à impressão de armas em Londres. Os planos para imprimir armas podem ser criados ou impressos online, mas nem todas as partes podem ser impressas, é um processo moroso e que não é simples. O problema está na dificuldade de saber quem é que as está a fazer, explicaram.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório