Meteorologia

  • 30 NOVEMBRO 2021
Tempo
13º
MIN 7º MÁX 15º

Edição

Rússia recusa mudar de atitude para melhorar relações com Londres

A Rússia recusou hoje "mudar de atitude" para melhorar as relações com o Reino Unido, como pedido por Londres, na sequência do envenenamento do ex-agente Serguei Skripal, em Inglaterra, anunciou hoje o Kremlin.

Rússia recusa mudar de atitude para melhorar relações com Londres
Notícias ao Minuto

10:42 - 07/06/19 por Lusa

Mundo Kremlin

"Não, não vamos mudar a nossa atitude, porque a única coisa que a Rússia quer são relações vantajosas, que se baseiam em interesses mútuos", indicou o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, citado por agências de notícias russas.

"Não há nada de repreensível nesta linha de conduta. Mas aqueles que se comportam de maneira diferente prejudicam as relações bilaterais e nós vemos as consequências", acrescentou.

O Presidente da Rússia, Vladimir Putin, apelou na quinta-feira a um "virar de página" nas suas relações com Londres, afetadas por diversos escândalos incluindo o envenenamento do ex-agente Serguei Skripal em maio de 2018.

No mesmo dia, um porta-voz da primeira-ministra britânica Theresa May admitiu a possibilidade de uma nova relação com a Rússia, após o apelo do Presidente russo.

"É claro que o modelo de comportamento da Rússia, de agressão e desestabilização, compromete as suas pretensões em constituir um parceiro internacional responsável", declarou o porta-voz, sublinhando que Londres continuará a discutir com Moscovo questões de segurança internacional porque "é do interesse do Reino Unido".

"Mas a primeira-ministra indicou em diversas ocasiões que apenas poderemos ter uma relação diferente se a Rússia mudar o seu comportamento", precisou.

Serguei Skripal, ex-coronel dos serviços de informações russos condenado por espionagem ao serviço do Reino Unido e de seguida envolvido numa troca com outros agentes duplos, foi encontrado inanimado com a sua filha Yulia num banco público em 04 de março de 2018 em Salisbury, sul de Inglaterra.

As autoridades britânicas acusaram os serviços de informações russos (GRU) de tentarem envenená-lo através de um poderoso agente tóxico.

Moscovo desmente qualquer responsabilidade neste caso, que provocou uma profunda crise diplomática entre os dois países.

Skripal e a filha recuperaram após um internamento hospitalar.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório