Meteorologia

  • 23 JULHO 2019
Tempo
20º
MIN 19º MÁX 22º

Edição

Trocou tratamento a cancro por dieta vegana. Morreu três anos depois

Katie morreu este fim de semana após uma batalha de cerca de três anos.

Trocou tratamento a cancro por dieta vegana. Morreu três anos depois

Katie Britton-Jordan, descobriu, em julho de 2016, que tinha um cancro na mama. A mulher que trocou os tratamentos do Serviço Nacional de Saúde por uma alimentação vegana, morreu.

A mulher, de 37 anos, descobriu um caroço enquanto dava de mamar à filha, e rejeitou os tratamentos de quimioterapia e radioterapia por um tratamento holístico.

Durante três anos, Katie, que vivia em Derbyshire, na Inglaterra, tentou combater a doença com métodos alternativos, mas acabou por falecer este fim de semana.

Os médicos sugeriram-lhe fazer uma mastectomia ao peito esquerdo, seguido de tratamentos de quimio e radioterapia, garantindo que a doença tinha cura. Contudo, após uma pesquisa feita pela própria, a mulher decidiu seguir o tratamento que achou mais "adequado para si".

Em 2017, Katie estava convencida de que havia feito a melhor opção. "Sinto-me muito saudável e tenho energia para trabalhar e tomar conta da minha filha. A minha dieta, que inclui essencialmente fruta e vegetais, está a ajudar-me muito".

Em fevereiro deste ano, Katie descobriu que o cancro se desenvolveu e espalhou-se para outras partes do corpo. Os médicos lembraram-na que apesar dos puderes curativos, os tratamentos oferecidos no Sistema Nacional de Saúde perdiam a sua eficácia se não fossem usados na altura certa.

O anúncio da morte foi feito pelo marido de Katie na sua página de Facebook.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório