Meteorologia

  • 19 OUTUBRO 2019
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 19º

Edição

Missão da NATO no Kosovo pede calma para evitar escalada da violência

A Aliança Atlântica, que chefia a missão internacional no Kosovo, apelou hoje à calma adiantando que está a acompanhar a atividade policial no norte do país, região habitada maioritariamente por sérvios.

Missão da NATO no Kosovo pede calma para evitar escalada da violência
Notícias ao Minuto

11:54 - 28/05/19 por Lusa

Mundo Tensão

O coronel Vincenzo Grasso, porta-voz da missão internacional (KFOR), disse que a situação no norte do Kosovo está a ser monitorizada em conjunto com as autoridades locais sublinhando que as tropas da NATO não se encontram em estado de alerta.

"Nós temos conhecimento da operação policial em curso. Estamos a monitorizar a situação e pedimos calma no sentido de evitar uma escalada e o uso da violência", disse Grasso à agência Associated Press.

A polícia do Kosovo lançou uma operação contra o crime organizado no norte do país, uma região maioritariamente habitada por sérvios e que, segundo Belgrado, está a provocar tensões étnicas na região.

De acordo com a agência de notícias Kosovapress, de Pristina, pelo menos três polícias do Kosovo ficaram feridos durante a operação que ainda decorre.

Na sequência da presença policial no norte do Kosovo, o Governo de Belgrado colocou tropas em estado de alerta.

Hoje de manhã, o presidente do Kosovo, dirigindo-se à minoria sérvia, pediu calma e demonstrou total apoio à polícia no combate ao crime organizado que, disse, está a prejudicar o processo de integração do país "no Ocidente".

O chefe de Estado Hashim Thaci apelou à calma depois de a polícia lançar a operação na zona de Mitrovica, onde está concentrada uma parte significativa da minoria sérvia do Kosovo.

"Aqueles que estiverem envolvidos em atividades ilegais vão ser colocados atrás das grades", escreveu Thaci numa mensagem difundida através da rede social Facebook acrescentando que as intenções da polícia não estão relacionadas com as origens étnicas dos habitantes.

O Presidente pediu aos sérvios do Kosovo para "apoiarem a polícia a combater o crime organizado".

Por outro lado, o primeiro-ministro kosovar, Ramush Haradinak lançou um apelo à Sérvia para "não minar os esforços no combate ao crime".

A televisão estatal da Sérvia noticiou, entretanto, que o corpo de segurança do Kosovo está a levar a cabo detenções entre a população sérvia residente em território kosovar.

A estação de televisão anunciou também a presença no Parlamento de Belgrado do presidente Aleksandar Vucic - nas próximas horas - para se pronunciar sobre a situação no norte do Kosovo.

As notícias da televisão indicam ainda que foram localizados movimentos de tropas sérvias em direção ao Kosovo logo após ter sido decretado o estado de alerta.

Para Belgrado, a ação policial no norte do Kosovo é uma operação para intimidar a população sérvia residente no país.

O Conselho de Segurança Nacional Sérvio inclui o Exército, polícia e entidades governamentais.

A Sérvia ,que perdeu o controlo do Kosovo depois da intervenção da NATO em 1999, não reconhece a independência do Kosovo proclamada em 2008.

Mais recentemente Pristina aumentou drasticamente as taxas alfandegárias sobre os produtos importados da Sérvia o que provocou uma reação diplomática por parte de Belgrado no sentido de levantar obstáculos ao processo de integração do Kosovo na União Europeia.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório