Meteorologia

  • 22 JULHO 2019
Tempo
18º
MIN 18º MÁX 19º

Edição

Reino Unido: Votos em partidos anti-'Brexit' superiores aos eurocéticos

Os votos em partidos anti-'Brexit' ultrapassaram o apoio a partidos eurocéticos nas eleições europeias britânicas, de acordo com os resultados finais oficiais divulgados hoje.

Reino Unido: Votos em partidos anti-'Brexit' superiores aos eurocéticos

Somando os votos dos Liberais Democratas (20,3%), Verdes (12,09%), Change UK (3,4%), nacionalistas escoceses SNP (3,6%) e galeses Plaid Cymru (1%), o conjunto chega a 40,4%.

Apesar de terem concorrido separados, todos estes partidos defendem um novo referendo ao 'Brexit' para desbloquear o atual impasse no Parlamento britânico, antecipando fazer campanha pela opção de permanecer na União Europeia (UE).

Embora o Partido do Brexit (PB) seja vencedor destacado a nível individual, com 31,6% dos votos a nível nacional, só soma 34,9% se juntar a quota do UKIP (3,3%), o outro partido que também fez campanha por uma saída da UE sem acordo.

Recém-formado, há menos de dois meses, por Nigel Farage, eurodeputado há 20 anos pelo UKIP, o PB conseguiu uma vitória esmagadora e elegeu 29 eurodeputados, mais do dobro do adversário mais próximo, os pró-europeus Liberais Democratas, que só elegeram 16.

Os principais derrotados foram os conservadores, que perderam 15 de 19 assentos no Parlamento Europeu, caindo para quinto lugar a nível nacional, com apenas 9% dos votos.

O partido Trabalhista, que perdeu 10 assentos e ficou em quinto lugar na Escócia e terceiro no País de Gales, foi também castigado devido à posição ambígua sobre o 'Brexit'.

Os eleitores castigaram os dois principais partidos políticos devido à situação com o processo de saída do Reino Unido da UE, por concretizar desde o referendo de 2016 e adiado desde a data prevista de 29 de março para 31 de outubro.

O partido Verde assegurou sete assentos em Bruxelas, o seu melhor resultado de sempre, o UKIP perdeu todos os 24 lugares que tinha conseguido em 2014 e o Change UK, partido anti-'Brexit' formado por dissidentes trabalhistas e conservadores, não conseguiu eleger nenhum.

Na Escócia, o domínio do SNP garantiu a eleição de mais um eurodeputado, somando três dos seis disponíveis, e no País de Gales o Plaid Cymru segurou o único assento em Bruxelas.

Na Irlanda do Norte, a novidade foi a eleição da líder do pró-europeu Alliance, superando o pró-Brexit Partido Unionista do Ulster, que elegia consecutivamente representantes para o Parlamento Europeu desde 1979.

A abstenção a nível nacional no Reino Unido desceu para 63%, cerca de dois pontos percentuais mais baixa do que em 2014.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório