Meteorologia

  • 16 JUNHO 2019
Tempo
21º
MIN 19º MÁX 24º

Edição

Felipe e Letizia correram perigo no casamento mas só Juan Carlos sabia

Antigo ministro da Defesa revela o que esteve por trás do casamento real espanhol, 15 anos depois.

Felipe e Letizia correram perigo no casamento mas só Juan Carlos sabia

O ex-ministro da Defesa espanhol, José Bono, revelou a um jornal espanhol uma informação que esteve em segredo durante 15 anos: o casamento do príncipe Felipe com a jornalista Letizia Ortiz, em maio de 2004, esteve sob forte ameaça de atentado.

A ameaça não era surpresa, uma vez que o casamento acontecia dois meses depois dos ataques terroristas em Madrid, com explosões em três estações de comboio, que provocaram a morte de 193 pessoas. Porém, ninguém sabia do nível de preocupação das autoridades, nem mesmo os noivos, tendo apenas sido informado, na altura, o rei Juan Carlos.

De acordo com o indicado por Bono ao El Confidencial, a ameaça materializou-se depois do roubo de “vários ultra-leves”.

“Tinham roubado vários ultra-leves, a situação era muito preocupante. Durante todo o casamento estive agarrado ao telefone. Estava em contacto com o ministro do Interior, José Antonio Alonso; com Francisco Pardo Piqueras [atual diretor da Polícia Nacional], com o chefe do dispositivo de segurança, com António Camacho [secretário de Estado de Segurança] e, claro, com o presidente Zapatero”, explicou Bono à publicação.

O dispositivo destacado, recorde-se, compreendia 20 mil agentes e um investimento de sete milhões de euros. Foi até implementada, como parte do plano de prevenção e segurança para aquele dia, a suspensão do Tratado de Schengen.

“O rei Juan Carlos também estava informado da situação”, mas “o príncipe Felipe não”, explicou Bono. O Centro Nacional de Inteligência “estava em alerta máximo”.

Só foi registado um momento crítico, que aconteceu às 17h50, e que fez com que fossem disparados ao alarmes aéreos em Madrid. Dois helicópteros com atiradores de elite foram destacados para os céus da capital, mas tudo não terá passado de um falso alarme, conforme foi oficialmente comunicado. O que realmente aconteceu, porém, diz o jornal, estará selado em segredo de Estado.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório