Meteorologia

  • 24 JUNHO 2019
Tempo
19º
MIN 16º MÁX 21º

Edição

McDonald's impedido de vender batidos perto de comício de Farage

A razão? Por receio que ativistas atirassem estas bebidas contra o ex-líder do UKIP e atual cabeça de lista do Partido Brexit.

McDonald's impedido de vender batidos perto de comício de Farage

A polícia ordenou ao McDonald's, em Edimburgo (Escócia), que não vendesse batidos nas proximidades do comício de Nigel Farage por receio que o político fosse atingido com estas bebidas. Tal receio não é infundado. Surge, na realidade, depois de alguns incidentes do género cujos alvos foram políticos da extrema-direita, recorda a CNN.

O cabeça de lista do Partido Brexit esteve num evento em Edimburgo, esta sexta-feira, poucos dias antes das eleições europeias que se realizam a 26 de maio.

A polícia receou que manifestantes comprassem batidos, num McDonald's a poucos metros do evento, e que os atirassem contra Farage, uma forma de protesto que é já famosa.

O movimento ‘milkshake-dunking’ começou em Inglaterra depois de, no início do mês, um manifestante ter atirado com um destes batidos cremosos contra um militante da extrema-direita, Stephen Yaxley-Lennon, conhecido como Tommy Robinson, e de o vídeo do momento se ter tornado viral.

Numa outra ocasião, um manifestante tentou fazer o mesmo ao candidato do UKIP, Carl Benjamim, mas acabou por falhar o alvo.

O historial de situações levou a que esta sexta-feira o McDonald tivesse de avisar os clientes de que não iriam ser vendidos batidos naquele dia.

Sempre à espreita, e aproveitando o momento, o principal concorrente do McDonald's, o Burger King, fez uma publicação nas redes sociais garantindo que serão "vendidos batidos todo o fim de semana".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório