Meteorologia

  • 20 MAIO 2019
Tempo
14º
MIN 12º MÁX 16º

Edição

Prisão perpétua para 14 suspeitos num atentado de 2016 em Istambul

Os 14 acusados de envolvimento no duplo atentado que provocou 47 mortos em 2016, frente a um estádio de futebol, em Istambul, foram condenados a prisão perpétua, referiram hoje media turcos.

Prisão perpétua para 14 suspeitos num atentado de 2016 em Istambul
Notícias ao Minuto

15:33 - 17/05/19 por Lusa

Mundo Atentado

Os suspeitos foram julgados e considerados culpados pela sua participação neste ataque, que decorreu frente ao estádio de futebol do Besiktas, após um jogo em 10 de dezembro de 2016.

Nas duas explosões quase simultâneas, reivindicadas pelos Falcões da Liberdade do Curdistão (TAK), um grupo radical próximo do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), foram mortas 47 pessoas, incluindo 39 polícias.

No total, 27 pessoas foram julgadas pelo seu presumível envolvimento neste ataque, e 14 hoje foram reconhecidas culpadas por um tribunal de Istambul, que as condenou a penas agravadas de prisão perpétua, segundo os media turcos.

A maioria das vítimas do ataque foram mortas na primeira explosão de um veículo armadilhado perto de um grupo de polícias que se situavam nos arredores do estádio, onde acabava de terminar um jogo de futebol para o campeonato turco entre as equipas do Besiktas e do Bursaspor.

Alguns segundos depois, um bombista suicida acionou a sua carga explosiva no meio de outro grupo de agentes no outro lado do estádio situado junto às margens do Bósforo, num bairro muito frequentado.

Após a rutura de um frágil cessar-fogo e o recomeço do conflito curdo no verão de 2015, o PKK e os TAK reivindicaram diversos atentados contra alvos policiais na Turquia, incluído em Ancara e Istambul, e quando ao sudeste da Turquia de maioria curda regressavam os combates entre rebeldes curdos e forças de segurança.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório