Meteorologia

  • 21 MAIO 2019
Tempo
21º
MIN 18º MÁX 24º

Edição

Argélia: Pelo menos 24 polícias feridos durante protesto de desempregados

Pelo menos 24 polícias ficaram feridos, quatro com gravidade, numa cidade do centro da Argélia durante confrontos entre forças policiais e desempregados que se manifestavam, referiu hoje a agência noticiosa oficial argelina APS.

Argélia: Pelo menos 24 polícias feridos durante protesto de desempregados
Notícias ao Minuto

17:21 - 15/05/19 por Lusa

Mundo Argélia

Os jovens, que exigem empregos, bloqueavam desde meados de abril o acesso a uma empresa petrolífera em Tinerkouk, cerca de 800 quilómetros a sul de Argel, paralisando grande parte da sua atividade, segundo a APS.

Na terça-feira os manifestantes foram desalojados por forças da polícia de intervenção e deslocaram-se para outro bairro da cidade, onde bloquearam o acesso à câmara municipal.

A intervenção da polícia originou confrontos com os manifestantes, que incendiaram a subprefeitura e confiscaram equipamentos.

Os manifestantes enfrentaram a polícia com pedras, que usou gás lacrimogéneo para os dispersar. Diversos manifestantes também foram feridos, indicou a APS, mas sem referir o número.

Cadeias de televisão privadas, designadamente a Dzair News, difundiram imagens que mostravam a subprefeitura em chamas e os manifestantes a barrarem a via com a ajuda de pneus incendiados.

Nos últimos anos, os habitantes das regiões ricas em hidrocarbonetos, na maioria situadas no centro e sul da Argélia, têm-se manifestado com regularidade para denunciar a ausência de desenvolvimento dos seus territórios, a escassez de empregos e a concorrência de trabalhadores vindos do norte do país, ou do estrangeiro.

Mais de metade da população argelina tem menos de 30 anos (54%), e um quarto deste total está desempregada.

Os protestos em Tinerkouk surgem quando a Argélia regista desde 22 de fevereiro um inédito e pacífico movimento de contestação, com raros incidentes, e que forçou à demissão do Presidente Abdelaziz Bouteflika em 2 de abril, após 20 anos no poder.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório