Meteorologia

  • 27 JUNHO 2019
Tempo
17º
MIN 15º MÁX 18º

Edição

Stevo Pendarovski toma posse como novo Presidente da Macedónia do Norte

O social-democrata Stevo Pendarovski tomou hoje posse como Presidente da República da Macedónia do Norte para os próximos cinco anos, depois de ter ganhado as eleições na semana passada, 51,8% dos votos.

Stevo Pendarovski toma posse como novo Presidente da Macedónia do Norte

Numa cerimónia oficial, à qual assistiram Presidentes de vários países, Pendarovski tomou posse, sucedendo ao conservador Gjorgi Ivanov, chefe de Estado do país durante os últimos dez anos.

No ato oficial, que teve lugar na residência oficial, nas encostas de Vodno, no extremo sul da capital Skopje, participaram os Presidentes dos países vizinhos, como o Presidente da Albânia, Iliar Meta, o Presidente da Bulgária, Rúmen Radev, o Presidente do Kosovo, Hashim Thaci, e o Presidente da Sérvia, Alexandar Vucic.

A Grécia esteve representada pelo seu ministro dos Negócios Estrangeiros, Yorgos Katrúgalos.

Pendarovski, com 56 anos e até agora catedrático de Direito na Universidade de Skopje, impôs-se na segunda volta eleitoral contra a sua rival conservadora, a também catedrática de Direito Gordana Siljanovaska Davkova, com 51,6% dos votos, contra 44,7%, respetivamente.

Contrariamente ao até agora Presidente Ivanov, o novo chefe de Estado é um forte defensor do acordo assinado entre o Governo do social-democrata Zoran Zaev e a Grécia sobre a mudança de nome desta ex-república jugoslava para Macedónia do Norte.

O acordo, que motivou fortes protestos da parte dos movimentos nacionalistas de ambos os países, pôs fim a uma disputa que durou mais de 25 anos e abriu as portas a uma adesão à NATO, cujo protocolo já foi assinado e está em processo de ratificação.

Ivanov, de 59 anos, optou por não voltar à Faculdade de Direito de Skopje, indo aposentar-se com uma reforma mensal de 1.800 euros, o mesmo que recebia enquanto chefe de Estado.

Além disso, fica com direito a guarda-costas, um automóvel oficial e um apartamento com três empregados, com um orçamento anual de 165 mil euros.

A votação de 21 de abril, após uma campanha em que a alteração do nome oficial do país para República da Macedónia do Norte foi tema central, registou a mais baixa taxa de participação (41,82%) de todas as presidenciais dos últimos 15 anos nesta ex-república jugoslava. Caso a taxa de participação não atingisse um mínimo de 40%, a primeira volta teria de ser repetida.

O Presidente eleito, com funções essencialmente protocolares, será o quinto desde a proclamação da independência em 1991, em plena desagregação da Jugoslávia federal.

O primeiro chefe de Estado foi Kiro Gligorov, entre 1991 e 1999; seguiram-se Boris Trajkovski (1999 a 2004), Branko Crvenkovski (2004 a 2009) e Gjorge Ivanov.

O Presidente da Macedónia do Norte é comandante em chefe das Forças Armadas, fornece o mandato para a formação de um novo governo, assina leis e acordos internacionais e designa embaixadores.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório