Meteorologia

  • 16 JUNHO 2019
Tempo
15º
MIN 13º MÁX 16º

Edição

Quatro casamentos e uma fuga à justiça. Quando poligamia pode dar cadeia

Casou uma, duas e três vezes até ter problemas com a justiça. Depois casou uma quarta... e desapareceu.

Quatro casamentos e uma fuga à justiça. Quando poligamia pode dar cadeia

Michael Middleton, de 43 anos, é um homem a braços com a justiça e com o amor.

Este norte-americano natural de New Hampshire foi notícia por uma série de casamentos, em estados diferentes, o terem colocado perante a justiça. Agora, está em parte incerta, numa provável fuga à justiça. E pode mesmo vir a cumprir pena de cadeia.

Tudo começou em 2006 com um primeiro casamento, na Geórgia. Em 2011, ainda casado, volta a casar, agora no Alabama, proeza que repete com uma terceira mulher, em 2013, desta feita em New Hampshire.

'À terceira foi de vez'. O estado de New Hampshire considerou ilegal este terceiro casamento já naquele estado. Curiosamente, já a braços com a justiça, Michael Middleton voltaria a casar com uma quarta mulher, agora em 2016, no estado do Kentucky.

Esta série de casamentos sem que os anteriores alguma vez tenham sido resolvidos levou-o à barra do tribunal, onde acabou condenado a uma pena de 12 anos de cadeia suspensa. Os procuradores consideraram que este homem tinha casado sempre com o objetivo de aceder a bens e fortuna das esposas.

As regras da pena suspensa eram simples: se durante os cinco anos seguintes Michael Middleton tivesse bom comportamento, nunca teria de cumprir o tal ano de cadeia.

Porém, conta a AP, no passado dia 1 de maio, Michael Middleton informou o agente responsável pela sua liberdade condicional que ia mudar de casa. No entanto, Michael nunca foi para a suposta nova morada. Além do mais, deixou de atender as chamadas do seu agente na sua anterior casa.

Em parte incerta, a justiça norte-americana não teve outra opção e emitiu o mandado de prisão.

Michael Middleton está agora em fuga e, quando for detido, arrisca-se a ter de cumprir o tal ano de cadeia que pendia sobre si como ameaça. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório