Meteorologia

  • 26 MAIO 2019
Tempo
21º
MIN 19º MÁX 24º

Edição

Cabeça-de-lista do LREM envolvida em polémica devido a passado estudantil

A cabeça-de-lista do partido do Presidente francês nas eleições europeias, Nathalie Loiseau, admitiu hoje ter cometido uma "verdadeira estupidez" quando em jovem integrou uma lista conotada com a extrema-direita numas eleições estudantis, polémica agora divulgada.

Cabeça-de-lista do LREM envolvida em polémica devido a passado estudantil
Notícias ao Minuto

14:03 - 23/04/19 por Lusa

Mundo França

"Ter figurado numa lista onde estavam pessoas de extrema-direita, foi uma verdadeira estupidez, um erro de juventude, do qual me arrependo", afirmou a candidata do partido República em Marcha (LREM) de Emmanuel Macron, em declarações ao 'site' público franceinfo.

Nathalie Loiseau, antiga ministra dos Assuntos Europeus, reagia às informações divulgadas pelo 'site' informativo Mediapart que avançaram que a candidata europeia tinha integrado em 1984, durante eleições no Instituto de Estudos Políticos de Paris (Sciences Po), a lista de uma "comissão paritária" da União de Estudantes de Direita (UED), órgão nascido do Grupo União Defesa - GUD (um sindicato estudantil conotado com a extrema-direita atualmente extinto).

"Deveria ter investigado, deveria ter analisado quem eram os outros participantes", argumentou Nathalie Loiseau, explicando ainda que a lista estudantil em questão pretendia "reunir as pessoas de direita, incluindo os gaulistas".

"Vim da direita e juntei-me a Emmanuel Macron para lutar contra a extrema-direita, a minha luta na política, tem sido sempre o combate contra a extrema-direita", afirmou a candidata do LREM nas eleições europeias, votação agendada para o próximo mês de maio.

Em plena contagem decrescente para o escrutínio, esta controvérsia está a marcar hoje a atualidade política francesa.

As forças da oposição já classificaram este caso como "escandaloso" e "ofensivo", denunciando uma proximidade de Nathalie Loiseau com a extrema-direita.

Segundo as mais recentes projeções para as europeias, a lista do LREM leva uma ligeira vantagem em relação à lista da União Nacional (RN), da líder da extrema-direita francesa Marine Le Pen.

Emmanuel Macron foi eleito em 2017 após uma segunda volta contra Marine Le Pen.

As eleições europeias de 2019 vão ter lugar de 23 a 26 de maio.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório