Meteorologia

  • 21 MAIO 2019
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 20º

Edição

Fóssil de tigre pré-histórico estava guardado há anos em gaveta de museu

Descoberta fornece dados sobre o mamífero que terá vivido em África há mais de 20 milhões de anos.

Fóssil de tigre pré-histórico estava guardado há anos em gaveta de museu
Notícias ao Minuto

12:40 - 18/04/19 por Pedro Filipe Pina 

Mundo Quénia

Sabe-se agora que há um novo mamífero carnívoro pré-histórico de grandes dimensões a ter em conta. Trata-se de uma espécie de tigre que terá vivido em África há pouco mais de 20 milhões de anos. A descoberta foi conhecida esta semana mas podia ter sido feita há mais tempo.

A descoberta - que inclui um pequeno amontoado de fósseis - esteve durante décadas guardado numa gaveta num museu do Quénia e foi agora revelada numa publicação no Journal of Vertebrate Paleontology.

O animal tem sido descrito como um tigre mas, em termos técnicos, não pertence ao grupo de felinos. O animal em causa recebeu o nome de Simbakubwa kutokaafrika (que significa grande leão africano) e integra o grupo de mamíferos hienodontes, explica a BBC.

Os fósseis em causa estavam há muito guardados no Museu Nacional de Nairóbi, no Quénia, mas só recentemente foram analisados.

Esta descoberta poderá ajudar os investigadores a analisar possíveis ligações entre espécies, no que à evolução diz respeito.

Este tigre pré-histórico, e carnívoro, estaria no topo da cadeia alimentar numa altura em que espécies de primatas se encontravam igualmente em evolução no continente africano. O National Geographic realça que estes fósseis poderão ajudar os investigadores a perceber por que razão alguns predadores no topo da cadeia alimentar acabaram por não sobreviver. 

Foi em 2013 que o investigador Matthew Borths pediu ao museu para analisar os fósseis em causa. Em 2017, começaram as análises. O estudo foi completado ainda em 2018 mas aguardou revisão de pares, tendo sido publicado esta semana. A mandíbula, os dentes e outros ossos integram os fósseis encontrados.

Matthew Borths acredita que o espécime em causa pertenceria a macho relativamente jovem. O animal seria bem maior do que os leões que conhecemos hoje em dia. Seria, possivelmente, maior até do que os ursos polares.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório