Meteorologia

  • 18 ABRIL 2019
Tempo
13º
MIN 12º MÁX 14º

Edição

Incêndio em Notre-Dame poderá ter sido provocado por um "curto-circuito"

As autoridades já inquiriram mais de 30 pessoas.

Incêndio em Notre-Dame poderá ter sido provocado por um "curto-circuito"
Notícias ao Minuto

08:17 - 17/04/19 por Sara Gouveia 

Mundo França

Desde a noite de segunda-feira, mais de 40 investigadores da Brigada Criminal da Polícia Judiciária de Paris e dez técnicos de investigação forense trabalham para tentar apurar o que provocou o violento incêndio na Catedral de Notre-Dame que demorou cerca de 15 horas a ser extinto. A investigação, segundo fontes próximas das operações citadas pelo Le Parisien, promete ser "longa e díficil".

Até então já foram inquiridas mais de 30 pessoas: 12 na noite da tragédia e 20 esta terça-feira, entre guardas de segurança, funcionários das empresas intervenientes, capatazes ou funcionários da catedral, mesmo os que não se encontravam no local quando as chamas deflagraram.

Durante esses inquéritos, conta o mesmo jornal, os investigadores realçaram que dois agentes de segurança da catedral declararam ter visto as primeiras chamas, com quase três metros de altura, e que entregaram uma fotografia desse momento tirada pelos próprios.

Uns minutos depois, antes das 18h15 (17h15 em Lisboa), um alarme de incêndio começou a soar nos ecrãs de controlo. No entanto, um bug de computador mostrou o local errado do fogo aos agentes, o que causou um atraso na ação de combate dos bombeiros.

As declarações dos agentes deram uma certeza aos investigadores - a origem do fogo terá estado localizada na esquina, ou seja, na base do pináculo (que acabou por cair) do lado do rio Sena e quando chegaram ao local já era demasiado tarde para conseguir dominar as chamas rapidamente.

A teoria que está a ser priorizada pelos investigadores é a de que o fogo terá sido causado por um problema elétrico. "Pode ter ocorrido um curto-circuito", referiu fonte próxima das investigações, acrescentando que os responsáveis estão a "inquirir sobre os elevadores que funcionavam nos andaimes das obras".

Como parte do trabalho de restauração que estava a ser levado a cabo na catedral, tinha sido colocado um andaime de 500 toneladas, que era utilizado pelos trabalhadores com recurso a três elevadores. Dois desses elevadores já estavam em funcionamento desde quinta-feira passada.

No entanto, esta não é a única hipótese a ser explorada, tendo já sido descartados os trabalhos de soldagem como possível causa. Todavia, fonte próxima da investigação admite também que "é possível que nunca saibamos o que esteve na origem deste incêndio".

Durante o dia de hoje deverão ser utilizados drones para captar imagens e vídeos de forma "a reconstruir os primeiros momentos do incêndio", explicou um especialista da polícia, para tentar apurar mais pormenores. Caso haja material suficiente, os especialistas vão tentar fazer uma reprodução em 3D para simular como o fogo se terá propagado. "O objetivo é tentar perceber como se espalhou e para onde foi", revelou.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório