Meteorologia

  • 21 MAIO 2019
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 17º

Edição

Bruxelas satisfeita com acordo sobre nova extensão do Brexit

A Comissão Europeia mostrou-se hoje satisfeita com o acordo alcançado esta madrugada sobre a saída do Reino Unido da União Europeia (UE), com uma nova extensão até 31 de outubro, e por poder "fazer uma pausa" no processo.

Bruxelas satisfeita com acordo sobre nova extensão do Brexit
Notícias ao Minuto

11:42 - 11/04/19 por Lusa

Mundo Comissão Europeia

"Estamos satisfeitos com o acordo alcançado. A unidade da UE foi preservada na totalidade e não haverá renegociações do acordo de saída durante o tempo da nova extensão", reagiu, em nome da Comissão Europeia, o principal porta-voz do executivo comunitário, Margaritis Schinas.

Falando na conferência de imprensa diária daquela instituição, em Bruxelas, o responsável observou que "o Conselho Europeu também tomou nota do compromisso do Reino Unido em agir de forma construtiva e responsável durante o tempo da extensão e mediante o princípio da sincera cooperação".

"Esperamos que o Reino Unido respeite este compromisso e assuma as suas responsabilidades de uma forma que reflita o acordo alcançado com os Estados-membros", adiantou o responsável.

Recordando as conclusões do Conselho Europeu extraordinário celebrado em Bruxelas, Margaritis Schinas referiu que os 27 Estados-membros "vão continuar a reunir-se, separadamente, sem o Reino Unido, para discutir as relações" após o 'Brexit'.

Falando perante os jornalistas, o porta-voz mostrou-se ainda satisfeito por o executivo comunitário poder agora "fazer uma pausa do 'Brexit'" nas perguntas da imprensa nesta conferência de imprensa diária.

"Estamos de volta à nossa agenda positiva", adiantou.

Esta madrugada, a União Europeia e o Reino Unido acordaram uma nova data limite para o 'Brexit', com os 27 a concederem a Londres uma extensão até 31 de outubro, que a primeira-ministra britânica aceitou.

Se, entretanto, o Parlamento britânico aprovar finalmente o Acordo de Saída, que já rejeitou por três vezes, a saída vai concretizar-se no primeiro dia do mês seguinte ao da sua aprovação, como precisou o primeiro-ministro português, António Costa.

O novo prolongamento do Artigo 50.º exige a participação do Reino Unido nas eleições europeias (23 a 26 de maio) e contempla uma revisão intercalar do processo de saída do país da UE por ocasião do Conselho Europeu de 20 e 21 de junho próximo.

A data de 31 de outubro proposta pela UE a 27 deve-se também ao facto de a futura Comissão Europeia entrar em funções em 01 de novembro.

Os resultados da cimeira foram apresentados esta madrugada pelos presidentes do Conselho Europeu, Donald Tusk, e da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório