Meteorologia

  • 21 MAIO 2019
Tempo
16º
MIN 14º MÁX 17º

Edição

Rede internacional tatuava mulheres para indicar a quem pertenciam

Cinco dos seus membros foram detidos em Málaga.

Rede internacional tatuava mulheres para indicar a quem pertenciam
Notícias ao Minuto

12:36 - 09/04/19 por Notícias Ao Minuto 

Mundo Málaga

Cinco pessoas foram detidas pela Polícia Nacional, na província espanhola de Málaga por pertencerem a uma rede que operava desde 2009 na Dinamarca e na Polónia e que se especializava em tráfico de mulheres. As vítimas eram obrigadas a prostituírem-se e chegaram a ser tatuadas para indicar que lhes pertenciam.

Os suspeitos tinham fugido do seu país, onde eram procurados pelas autoridades polacas por crimes especializados e violentos, branqueamento de capitais e tráfico humano. Costumavam andar armados com facas, catanas ou bastões, contam as autoridades em comunicado citado pelo La Vanguardia.

A investigação começou há seis meses em Espanha quando foi possível identificar vários membros do grupo e foi detetado um navio na cidade de Estepona, em Málaga, com grandes medidas de segurança. Uma vez fixados, os membros da rede dedicavam-se a cultivar marijuana para distribuir noutros países e financiar as atividades criminais que desenvolviam no norte da Europa.

Os suspeitos foram detidos em Espanha, tendo sido cumprido um mandado por tráfico de droga, falsificação de documentos e envolvimento com organizações criminosas. Foram também detidas duas pessoas na Polónia, acusadas de homicídio, tráfico de mulheres, branqueamento de capitais e envolvimento com organizações criminosas.

Durante a operação a polícia apreendeu 2.533 plantas de marijuana, 220 quilos de haxixe, documentação falsa, vários dispositivos eletrónicos e 5.000 euros em dinheiro.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório