Meteorologia

  • 22 JULHO 2019
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 19º

Edição

Já não há referência à União Europeia nos novos passaportes britânicos

Não é só a inscrição 'União Europeia' que vai desaparecer dos passaportes dos cidadãos do Reino Unido. A cor - vermelho escuro para os países da UE - também mudará, regressando ao azul utilizado antes da adesão do Reino Unido à então Comunidade Económica Europeia (CEE).

Já não há referência à União Europeia nos novos passaportes britânicos

A primeira data apontada para a saída oficial do Reino Unido da União Europeia foi o dia 29 de março. No entanto, as difíceis negociações para efetivar esta decisão têm vindo a atrasar o processo, o que obrigou a primeira-ministra britânica, Theresa May, a pedir uma ampliação do prazo para a saída do bloco europeu.

Porém, estas mesmas dificuldades parece que não se estão a fazer sentir nos serviços de emissão de passaportes.

Uma cidadã britânica partilhou, no Twitter, o seu “choque” ao deparar-se com a nova capa do passaporte do seu país.

Enquanto na versão antiga lia-se “União Europeia” no topo do documento, a mais recente, que Susan recebeu esta sexta-feira, apenas refere “Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte”.

“Verdadeiramente chocada”. Foi desta forma que Susan Barone descreveu o que sentiu quando o seu passaporte renovado lhe chegou a casa.

"Passaportes sem as palavras União Europeia foram colocados em circulação a 30 de março", anunciou, este sábado, uma porta-voz do Ministério do Interior num comunicado.

"A fim de escoar os stocks existentes, passaportes com a menção União Europeia continuarão a ser emitidos durante um curto período após essa data", acrescentou, sublinhando que "os dois modelos são válidos para viajar".

O Reino Unido deveria ter saído da UE a 29 de março, dois anos depois de ativar o artigo 50.º do Tratado de Lisboa, que rege a saída de um Estado-membro.

Mas, em março, a primeira-ministra, Theresa May, pediu um adiamento da data para evitar uma saída sem acordo, depois de o parlamento britânico ter chumbado por duas vezes o acordo de saída negociado com Bruxelas.

A data está nesta altura marcada para 12 de abril, mas May voltou na sexta-feira a pedir um adiamento até 30 de junho, pedido que ainda não foi aceite pelos restantes 27 Estados-membros.

O formato comum dos passaportes dos países-membros foi decidido por uma resolução do Conselho Europeu de 1981 para "reforçar o sentimento dos cidadãos de pertença a uma mesma comunidade" e para facilitar a sua circulação.

A cor dos passaportes -- cor de vinho -- foi um dos aspetos comuns introduzidos e os passaportes agora emitidos por Londres sem a menção à União Europeia mantêm essa cor.

Segundo o Ministério do Interior britânico, os passaportes de capa azul escura, a usada no país antes da uniformização, voltarão a ser emitidos "a partir do final de 2019".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório