Meteorologia

  • 09 DEZEMBRO 2019
Tempo
17º
MIN 11º MÁX 17º

Edição

Jovem que alegava ser criança desaparecida em 2011 estava a mentir

ADN provou que ainda não foi desta que se descobriu o paradeiro de Timmothy Pitzen.

Jovem que alegava ser criança desaparecida em 2011 estava a mentir

Testes de ADN revelaram que o jovem que, esta quarta-feira, alegou tratar-se de Timmothy Pitzen, criança desaparecida desde 2011, estava afinal a mentir.

O homem é afinal Brian Michael Rini, de 24 anos, e natural de Ohio, nos EUA.

Na quarta-feira, os moradores de Kentucky deram o alerta às autoridades para a presença de um jovem que apresentava um comportamento estranho. Quando o abordaram, o jovem disse tratar-se de Timmothy e que conseguira finalmente fugir aos dois homens que o mantinham preso há sete anos.

O jovem foi internado no Hospital Pediátrico de Cincinnati para ser sujeito a testes de ADN. A polícia confirmou agora que estava a mentir.

Timmothy Pitzen desapareceu em maio de 2011, depois de a sua mãe o ter levado numa viagem de dois dias e se ter suicidado. Na altura, junto ao seu corpo, foi encontrada uma nota onde se lia que a criança tinha sido entregue a pessoas de confiança.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório