Meteorologia

  • 23 AGOSTO 2019
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Brexit: Petição contra saída da UE já bateu'os 5,8 milhões de assinaturas

A petição online que pede ao Governo britânico que renuncie à saída da União Europeia (Brexit) ultrapassou hoje os 5,8 milhões de assinaturas e será debatida no Parlamento já na próxima segunda-feira.

Brexit: Petição contra saída da UE já bateu'os 5,8 milhões de assinaturas
Notícias ao Minuto

17:49 - 27/03/19 por Lusa

Mundo Brexit

A iniciativa, lançada por Margaret Anne Georgiadou, contava, às 17h30 locais (mesma hora em Lisboa) com 5.880.718 assinaturas de cidadãos britânicos e residentes no país.

O Parlamento britânico irá debater a petição na próxima segunda-feira, refere-se na página da Internet do Comité de Petições.

O número de assinaturas ultrapassa largamente o mínimo de 100.000 necessárias para levar a petição ao Parlamento.

Na quinta-feira passada, o acesso ao portal da petição 'online' esteve bloqueado devido ao elevado número de acessos, registando-se "a taxa de assinaturas (...) mais alta com que o 'site' já teve de lidar", anunciou quinta-feira o Comité de Petições britânico na rede social Twitter.

A pouco mais de uma centena de subscritores da iniciativa atingir os seis milhões, os deputados britânicos votam hoje oito alternativas diferentes para a saída do Reino Unido da UE, para encontrar uma alternativa ao plano do Governo.

As propostas submetidas pelos deputados variam entre a saída da UE sem um acordo, a participação na união aduaneira e no mercado único, sujeitar um acordo de saída a um referendo público ou revogar o artigo 50.º para evitar uma saída sem acordo.

O Governo prometeu considerar o resultado dos "votos indicativos", mas não se comprometeu a aplicá-los por entender que terá de ser analisada a concordância com as promessas do governo e a possibilidade de negociação com a UE.

Além disso, o governo britânico vai submeter também hoje ao Parlamento a legislação necessária para alterar a data de saída do Reino Unido da UE, prevista para 12 de abril ou, na condição de um Acordo de Saída ser aprovado até às 23h00 horas de sexta-feira, para 22 de maio de 2019, adiantou, na terça-feira, a responsável do governo pelos Assuntos Parlamentares, Andrea Leadsom.

Estas datas foram fixadas nas conclusões do Conselho Europeu de 21 de março na sequência de um pedido do governo britânico para uma extensão do artigo 50.º, que define um período de dois anos para negociar a saída de um Estado membro da UE.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório