Meteorologia

  • 22 ABRIL 2019
Tempo
16º
MIN 14º MÁX 18º

Edição

Navio cruzeiro em dificuldades desde sábado já está em porto seguro

O navio cruzeiro que no sábado reportou dificuldades devido ao mau tempo e a uma avaria no motor já entrou no porto de Molde, depois de um terço dos seus 1.363 ocupantes já terem sido resgatados por helicóptero.

Navio cruzeiro em dificuldades desde sábado já está em porto seguro
Notícias ao Minuto

16:22 - 24/03/19 por Gabriela Chagas

Mundo Noruega

O transatlântico 'Viking Sky' retornou em segurança ao continente, após um dia dramático devido à falha do motor nas águas perigosas do oeste da Noruega, segundo imagens da televisão.

Acompanhado por rebocadores, o navio de cruzeiro entrou no porto de Molde por volta das 16h15.

Quase um terço de seus 1.373 ocupantes já tinham sido retirados por helicóptero numa operação de resgate que começou na tarde de sábado.

Na manhã de hoje, quando 463 passageiros já tinham sido resgatados de helicóptero, as autoridades anunciaram que a operação iria ser suspensa e que o navio seria rebocado para um porto próximo.

O resgate dos passageiros ocorreu em condições difíceis com rajadas de vento até 70 quilómetros/hora e ondas de mais de oito metros.

Segundo a polícia, cerca de 17 pessoas foram hospitalizadas com ferimentos.

A passageira Alexus Sheppard disse à agência noticiosa Associated Press, numa mensagem enviada a partir do navio, que as pessoas com lesões foram as primeiras a ser resgatadas.

"Foi assustador no início. E quando o alarme geral soou, tornou-se muito real", disse.

Fotos e imagens colocadas nas redes sociais mostram a situação dentro do navio durante alguns momentos, com mobiliário a deslizar numa das salas do cruzeiro, batendo violentamente nas paredes.

"Vimos duas pessoas a serem retiradas de maca", disse outro passageiro, Dereck Brown, ao jornal norueguês Romsdal Budstikke.

O "Viking Sky" transportava 1.373 passageiros e tripulantes quando teve problemas no motor numa zona da costa norueguesa conhecida pelas suas águas frias e agitadas.

Segundo a polícia, temendo que o navio encalhasse, a tripulação decidiu ancorar na baía de Hustadvika para que os resgates pudessem acontecer.

O oficial da guarda costeira, Emil Heggelund, estimou ao jornal VG que o navio estava a 100 metros (328 pés) das rochas.

O navio fazia o percurso das cidades e vilas norueguesas de Narvik, Alta, Tromso, Bodo e Stavanger antes de sua chegada prevista na terça-feira ao porto britânico de Tilbury, no rio Tamisa.

Os passageiros são, na sua maioria, americanos, britânicos, canadianos, neozelandeses e australianos.

O 'Viking Sky', uma embarcação com uma tonelagem bruta de 47.800, foi entregue em 2017 ao operador Viking Ocean Cruises.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório