Meteorologia

  • 19 OUTUBRO 2019
Tempo
15º
MIN 13º MÁX 19º

Edição

Guardia Civil investiga violação em grupo de jovem de 24 anos em Madrid

A mulher foi atacada por quatro homens na madrugada de quinta-feira quando regressava do trabalho.

Guardia Civil investiga violação em grupo de jovem de 24 anos em Madrid

Quatro homens agrediram sexualmente uma mulher de 24 anos de nacionalidade venezuelana, na noite de quinta-feira, na localidade madrilena de Ciempozuelos. Os factos ocorreram quando a vítima regressava a casa do trabalho.

A jovem estava a sair da estação quando foi abordada pelos quatro homens que a levaram para uma zona florestal e escura, onde não passava ninguém àquela hora. 

Segundo o relato da vítima, a que o El País teve acesso, os agressores iam vestidos com roupa escura de inverno, o que está a dificultar a sua identificação. Explicou também que a atiraram ao chão, rasgaram-lhe a roupa com um pau ou algum objeto que picava, tendo esta ficado com arranhões no peito e no abdómen. Depois disso, um dos homens tê-la-à agredido sexualmente.

Pouco depois os suspeitos desistiram e fugiram, levando consigo o telemóvel da jovem. Os agentes de patrulha da polícia local foram os primeiros a ajudar a mulher, que os conseguiu alertar pela 00h35 (23h35 em Lisboa) e nesse momento foi ativado o protocolo para vítimas de agressões sexuais.

A vítima foi observada no hospital Infanta Elena de Valdemoro, onde os médicos determinaram que não tinha nenhuma lesão grave, mas que sofria de stress pós-traumático.

A Guardia Civil fez buscas na zona à procura de um jovem de boné vermelho, segundo os detalhes disponibilizados pela jovem e detiveram um homem com essas caraterísticas. Mas este acabou por não ser identificado pela vítima e foi libertado.

Entre as roupas da mulher estava uma corrente que os agressores lhe arrancaram. Estas foram enviadas para o laboratórios criminais da Guardia Civil, para análise, e parte das amostras serão enviadas para o Instituto de Medicina Legal. Foi aberta uma investigação para apurar as circunstâncias em que ocorreu a agressão sexual, cuja denúncia foi feita esta quinta-feira em Madrid.

Na manhã desta sexta-feira, os habitantes de Ciempozuelos concentraram-se Praça da Constituição em protesto contra o crime e para demonstrar apoio para com a jovem. Foi ainda solicitado um segundo protesto para a parte da tarde para que se possam juntar mais pessoas que pretendam manifestar-se por "petição da comunidade".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório