Meteorologia

  • 16 DEZEMBRO 2019
Tempo
13º
MIN 9º MÁX 15º

Edição

Brexit: Berlim e Paris exasperados pedem a Londres que resolva impasse

Alemanha e França manifestaram hoje a sua exasperação pelo impasse no 'Brexit', instando o Governo britânico a apresentar propostas "claras e precisas" para evitar uma saída desordenada do Reino Unido da União Europeia (UE) em 29 de março.

Brexit: Berlim e Paris exasperados pedem a Londres que resolva impasse
Notícias ao Minuto

11:54 - 19/03/19 por Lusa

Mundo Brexit

"O tempo está a esgotar-se e estamos realmente esgotados por estas negociações. Espero propostas claras e precisas do Governo britânico: por que uma extensão [da negociação] é necessária", declarou o ministro alemão para a Europa, à entrada do Conselho de Assuntos Gerais da UE, em Bruxelas.

Michael Roth recordou aos políticos britânicos que o 'Brexit' "não é um jogo". "A situação é extremamente preocupante" para o povo britânico e para os cidadãos europeus, insistiu o político alemão, assumindo-se sem "apetite para discussões e negociações sem substância e muito abstratas" sobre a saída do Reino Unido do bloco comunitário.

"Por favor, caros amigos britânicos, ajam. O relógio não para", rematou.

A mesma impaciência foi revelada pela ministra francesa dos Assuntos Europeus, Nathalie Loiseau, que admitiu que o 'Brexit' se encontra num impasse e que a incerteza é "insuportável"

"Eles [os britânicos] devem propor-nos algo novo. Não podemos continuar neste beco sem saída. Se o Reino Unido nos pedir um adiamento, deve explicar o porquê. Falta justificá-lo com uma iniciativa credível e neste momento não sabemos qual é. Uma extensão curta para concluir a ratificação do Acordo de Saída, evidentemente seria concedida", comentou.

Contudo, Nathalie Loiseau mostrou-se contra "adiar por adiar" a saída do Reino Unido do bloco comunitário e concedeu que uma saída desordenada pode perfeitamente acontecer.

"É uma decisão que o Reino Unido deve tomar. Rejeitaram uma saída sem acordo [no parlamento britânico] e disseram não a um Acordo realista. Devem mudar de opinião sobre uma das duas opções", completou.

Questionada sobre se, tal como o seu homólogo alemão, também está cansada das negociações do 'Brexit', a ministra francesa defende que "o esgotamento não faz parte da vida dos políticos".

O ministro romeno dos Assuntos Europeus, George Ciamba, cujo país ocupa a presidência rotativa do Conselho da UE, assumiu que "hoje há menos clareza do que ontem" em relação ao 'Brexit', uma vez que o presidente da Câmara dos Comuns, John Bercow, avançou na segunda-feira que não permitirá uma nova votação, a terceira, do Acordo de Saída no parlamento britânico se a primeira-ministra não apresentar uma alteração significativa na sua proposta.

O sub-secretário de Estado para o 'Brexit, Kwasi Kwarteng, adiantou na segunda-feira que a primeira-ministra britânica vai escrever ao presidente do Conselho Europeu nas próximas 48 horas para pedir um adiamento da data de saída do Reino Unido da UE.

"Apesar de o artigo 50.º não estabelecer como é que cada uma das partes pede uma extensão, a primeira-ministra [Theresa May] pensa ser apropriado escrever ao presidente do Conselho Europeu [Donald Tusk]" antes da reunião do Conselho, que começa na quinta-feira em Bruxelas, afirmou hoje no parlamento.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório