Meteorologia

  • 19 NOVEMBRO 2019
Tempo
13º
MIN 8º MÁX 13º

Edição

Rainha de beleza condenada a prisão perpétua. Encomendou morte do marido

O crime ocorreu há 14 anos. Depois do homicídio, Áurea Vásquez Rijos fugiu.

Rainha de beleza condenada a prisão perpétua. Encomendou morte do marido

Uma rainha de beleza porto-riquenha foi condenada a uma pena de prisão perpétua por ter encomendado a morte do seu marido há 14 anos. De acordo com a BBC, Áurea Vásquez Rijos clamou inocência mas a justiça de Porto Rico comprovou que foi a mandante do homicídio do empresário canadiano, Adam Anhang.

O homicídio aconteceu nas ruas de San Juan. Adam Anhang foi brutalmente espancado e esfaqueado em setembro de 2005. Áurea Vásquez Rijos também ficou com ferimentos ligeiros na sequência do que parecia ter sido um assalto que correu mal.

As autoridades começaram a suspeitar da rainha de beleza quando uma testemunha revelou que a viu a falar com o suspeito já depois deste ter agredido e esfaqueado Adam Anhang.

O novelo foi-se desfiando e a polícia descobriu que o empresário queria divorciar-se de Áurea Vásquez Rijos, que acabou por fugir para a Europa enquanto decorria a investigação.

Notícias ao MinutoÁurea Vásquez Rijos insistiu na sua inocência© D.R.

Durante o período em que esteve foragida, Alex Pablo Colon, o principal suspeito do crime, começou a colaborar com as autoridades e referiu que Áurea Vásquez Rijos prometeu pagar-lhe três milhões de dólares (2,6 milhões de euros) para matar o seu marido.

A rainha de beleza foi detida posteriormente. Não foi a única a ser condenada. A sua irmã, Marcia Vásquez Rijos, e o seu ex-namorado, Jose Ferrer Sosa, também foram condenados por terem ajudado a rainha de beleza a fugir.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório