Meteorologia

  • 13 NOVEMBRO 2019
Tempo
17º
MIN 13º MÁX 20º

Edição

Utrecht: Atirador terá tido "motivações familiares", polícia não confirma

O suspeito terá disparado sobre um familiar e de seguida sobre outros passageiros do elétrico que tentaram intervir.

Utrecht: Atirador terá tido "motivações familiares", polícia não confirma

A agência noticiosa turca Anadolu está a avançar que o suspeito do tiroteio desta manhã num elétrico de Utrecht, na Holanda, terá tido “motivações familiares”. Uma informação que ainda carece de confirmação oficial por parte das autoridades, que continuam a não afastar a tese de terrorismo.

Gökmen Tanis, de 37 anos, natural da Turquia, terá disparado contra um familiar e depois disparou contra outras pessoas que seguiam no elétrico e que tentaram intervir. Esta tese está a ser avançada pela agência Anadolu, citando testemunhos de familiares do suspeito.

Gökmen Tanis continua foragido. Nesta altura decorrem várias operações policiais na cidade holandesa. O carro, que o atirador roubou antes do tiroteio e no qual fugiu depois de abrir fogo no elétrico, foi encontrado já abandonado.

Uma unidade anti-terrorista está a investigar essa viatura, um Renault Clio de cor vermelha, encontrado abandonado num bairro residencial de Utrecht, que pode ter servido para transportar o autor ou autores do tiroteio, segundo informações de jornais locais.

O tiroteio no elétrico em Utrecht fez três mortos e cinco feridos. Até ao momento, de acordo com o ministro dos Negócios Estrangeiros, Santos Silva, não há portugueses entre as vítimas.

As autoridades anunciaram, entretanto, que passaram o nível de ameaça para o grau cinco, o mais elevado, na província de Utrecht, que durará pelo menos até às 18h00 desta segunda-feira.

[Notícia atualizada às 17h03]

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório