Meteorologia

  • 24 ABRIL 2019
Tempo
12º
MIN 10º MÁX 14º

Edição

Caracas abriu corredor humanitário com cidade colombiana de Cúcuta

As autoridades de Caracas abriram hoje um corredor humanitário entre duas cidades venezuelanas e a cidade colombiana de Cúcuta, para o trânsito de pessoas mas continua a recusar a entrada de alimentos.

Caracas abriu corredor humanitário com cidade colombiana de Cúcuta
Notícias ao Minuto

15:53 - 11/03/19 por Lusa

Mundo Venezuela

O corredor, aberto inesperadamente, já permitiu a entrada na Colômbia de cerca de 300 pessoas, entre doentes que precisam de cuidados médicos e medicamentos e crianças venezuelanas que frequentam escolas colombianas.

Segundo a imprensa colombiana, o corredor está a funcionar pelas pontes internacionais Francisco de Paula Santander e Simón Bolívar, que ligam as localidades venezuelanas de Ureña e Santo António, no Estado de Táchira, com a cidade de Cúcuta, no departamento Norte de Santander.

As duas pontes estavam encerradas pelas autoridades venezuelanas desde o passado dia 23 de fevereiro, altura em que a oposição venezuelana tentou fazer entrar no país ajuda humanitária internacional armazenada num centro de acolhimento de Cúcuta.

Utilizadores das redes sociais divulgaram vídeos em que venezuelanos queixam-se de que a Guarda Nacional Bolivariana (GNB, polícia militar), não permite no regresso à Venezuela o transporte de qualquer tipo de bens alimentares.

Num dos vídeos, uma mulher aparece a queixar-se, em lágrimas, que a GNB não a deixou regressar porque levava iogurte e bolachas numa bolsa, vincando que tinha medo mas que iria arriscar e atravessar ilegalmente o rio que serve de fronteira entre os dois países.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório