Meteorologia

  • 25 ABRIL 2019
Tempo
13º
MIN 11º MÁX 14º

Edição

Ataque do Boko Haram no Níger fez vários mortos entre os quais militares

Um violento ataque do grupo jiadista nigeriano Boko Haram fez vários mortos esta sexta-feira, entre os quais militares, no sudeste do Níger, informaram hoje as autoridades locais.

Ataque do Boko Haram no Níger fez vários mortos entre os quais militares
Notícias ao Minuto

19:27 - 09/03/19 por Lusa

Mundo Nigéria

"Há mortos, entre eles agentes da polícia, e também feridos neste ataque de elementos do Boko Haram perto de Gueskérou", afirmou à agência de notícias France Press um eleito de Diffa, a região nigeriana vizinha do berço do Boko Haram, no nordeste da Nigéria.

Gueskérou é uma comuna situada a nordeste da vila de Diffa (capital regional) e situada junto à fronteira com a Nigéria.

Um responsável do Governo de Diffa e uma fonte municipal de Gueskérou "confirmaram" o ataque sem, contudo, avançar com números nem explicar as circunstâncias em que ocorreu.

"Não temos os números precisos, esperamos pelo comando militar que está na frente para fazer uma avaliação", referiu à AFP um responsável do Governo local.

"Ainda não terminaram, está a fazer-se neste momento o levantamento, por isso ainda não temos números (das vítimas)", sublinhou, por seu lado, fonte municipal.

O ataque aconteceu na sexta-feira à tarde e foi realizado por "elementos armados do grupo terrorista Boko Haram", que chegaram "numa dezena de veículos" tendo por objetivo "a posição militar" de Woulwa, situada a cinco quilómetros de Gueskérou, segundo as informações divulgadas pelos habitantes de Diffa nas suas páginas do Facebook, mas ainda não confirmadas pelas autoridades.

Os combates duraram "cerca de uma hora" e chegaram reforços, nomeadamente duma "força especial" militar, o que fez os assaltantes regressarem à Nigéria, segundo a mesma fonte.

Este é o segundo ataque do Boko Haram, em menos de um mês, contra uma posição militar alinhada no Lac Tchad (entre o Níger, a Nigéria e o Chade), teatro habitual de ataques dos islamistas nigerianos desde 2015.

Em 16 de fevereiro, sete soldados nigerianos foram mortos na sequência de um violento ataque do Boko Haram à sua posição de Chétima Wangou, mais a sul do Lago Chade.

No fim de 2018, as Forças Armadas do Níger disseram ter morto "mais de 200 terroristas" numa ofensiva terrestre e aérea na bacia do Lago Chade.

O Governo nomeou na sexta-feira à tarde Mohamed Mouddour para novo governador de Diffa, em substituição de Mahamadou Bakabé, que saiu em abril de 2018, segundo um comunicado do conselho de Ministros lido na televisão estatal, sem explicação sobre o motivo da substituição.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório