Meteorologia

  • 17 OUTUBRO 2019
Tempo
20º
MIN 18º MÁX 22º

Edição

Luthansa processa passageiro por não apanhar voo marcado

O homem não completou a viagem comprada. Agora a companhia quer reclamar o dinheiro perdido.

Luthansa processa passageiro por não apanhar voo marcado

É um truque usado por muitos para pagar menos pelos bilhetes. A pessoa compra uma viagem mais longa do que o destino que quer para aproveitar a paragem de escala, no caso de ficar mais barato do que se comprasse o bilhete direto.

Mas agora, a companhia alemã Lufthansa, uma das maiores do mundo, vai processar um passageiro por não ter completado a viagem.

Segundo a empresa, o passageiro comprou o bilhete com o intuito deliberado de usar apenas parte da viagem e quer que o dinheiro que perdeu lhe seja restituído.

Inicialmente a decisão em tribunal foi a favor do passageiro, mas foi permitido à companhia que recorresse. No centro da questão está o facto de os passageiros pagarem uma taxa extra por voos diretos e as operadoras de rede cobrarem menos por voos com escala.

Conta o Independent que ao fazer um teste de uma viagem de Moscovo para Paris em setembro deste ano encontrou uma tarifa de 247 euros, mas um bilhete para o mesmo voo para a capital francesa, mas com destino final para Londres era apenas 82 euros.

As companhias low-cost raramente são afetadas por estas situações porque os voos são tarifados por segmento.

Mas há vários alertas feitos para este tipo de passageiro, apesar de serem quase desconhecidos os viajantes sancionados por esse tipo de prática. A Lufthansa pretende agora ser um exemplo para dissuadir as pessoas de recorrerem a esta forma de viajar.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório