Meteorologia

  • 15 NOVEMBRO 2019
Tempo
11º
MIN 8º MÁX 13º

Edição

Pedro Sánchez ameaça convocar eleições gerais para 14 de abril

Em causa está o distanciamento entre o Governo e os partidos independentistas catalães.

Pedro Sánchez ameaça convocar eleições gerais para 14 de abril

O primeiro-ministro espanhol Pedro Sánchez ameaça convocar eleições gerais para o dia 14 de abril, avança a agência EFE que cita fontes do Executivo de Madrid. A possibilidade de Sánchez avançar para eleições antecipadas está relacionada com a incerteza em torno da aprovação do orçamento geral do Estado para 2019, que vai ser debatido a partir desta terça-feira no Congresso espanhol, mas principalmente com o distanciamento entre o Governo e os partidos independentistas da Catalunha.

Ainda este domingo Madrid foi palco de uma manifestação convocada pela direita espanhola com o principal partido da oposição, o Partido Popular, à cabeça mas no qual também marcaram presença o Ciudadanos e o Vox, um partido da extrema-direita.

Estes partidos pediram eleições antecipadas a Sánchez e aumentaram a pressão sobre o líder do governo de Espanha. 

A concretizar-se esta intenção do primeiro-ministro, as eleições teriam de ser marcadas já na próxima semana, mais precisamente no dia 19 de fevereiro, de forma a serem cumpridos os 54 dias previstos na lei para o agendamento de eleições. 

A acontecerem a 14 de abril, as eleições teriam lugar cerca de um mês e meio antes das Europeias e das eleições municipais e autónomas espanholas marcadas para 26 de maio.

No entanto, não está excluída a hipótese de um 'super-domingo' eleitoral no dia 26 de maio com as eleições gerais a poderem juntar-se aos outros atos eleitorais já agendados. 

[Notícia atualizada às 12h11]

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório