Meteorologia

  • 18 NOVEMBRO 2019
Tempo
12º
MIN 9º MÁX 16º

Edição

Rei considera "inapropriada" a candidatura de irmã a primeira-ministra

As eleições parlamentares são dia 24 de março e irão definir o próximo primeiro-ministro do país.

Rei considera "inapropriada" a candidatura de irmã a primeira-ministra

O rei tailandês Vajiralongkorn opôs-se publicamente esta sexta-feira à hipótese de a sua irmã entrar na corrida a primeira-ministra. O monarca considerou que a nomeação sem precedentes de Ubolratana Rajakanya Sirivadhana Barnavadi, de 67, é "inapropriada".

"O envolvimento de um membro da família real na política, seja de forma for, é considerado um ato que desafia as tradições, costumes e cultura da nação e por isso considerado extremamente inapropriado", disse o rei em comunicado citado pela BBC.

Horas antes Ubolratana defendeu a sua decisão de concorrer ao cargo. Numa publicação de Instagram reiterou que tinha abdicado de todos os seus títulos reais e que vivia como uma plebeia. Acrescentando ainda que queria exercer os seus direitos como uma cidadã comum ao oferecer-se como candidata a primeira-ministra e prometendo trabalhar com sinceridade e determinação pela prosperidade dos tailandeses.

A nomeação da princesa foi feita pelo partido Raksa Chart, um partido aliado ao antigo chefe de governo, Thaksin Shinawatra, e iria quebrar a tradição da família real tailandesa de não participar ativamente na vida política. O partido já veio afirmar que o palácio real não vai desempenhar nenhum papel público nas eleições.

As próximas parlamentares estão a ser observadas de perto pois são a primeira hipótese de o país regressar à democracia depois de cinco anos sob uma governação militar. 

As eleições estão marcadas para 24 de março.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório