Meteorologia

  • 29 NOVEMBRO 2020
Tempo
12º
MIN 10º MÁX 16º

Edição

150 quilogramas de carne de vaca polaca imprópria para consumo em França

Cerca de 150 quilogramas de carne de vacas doentes que foram importadas da Polónia, dos 795 quilogramas chegados a França, foram "vendidos ao consumidor através de talhos", anunciou hoje o Ministério da Agricultura francês.

150 quilogramas de carne de vaca polaca imprópria para consumo em França

"Os resultados das investigações mostram que 650 quilogramas dos 795 já foram encontrados. Destes 650 quilogramas, 500 foram destruídos e 150 vendidos aos consumidores através dos talhos", refere o comunicado.

O ministério salienta, no documento, que, até ao momento, "nenhuma carne fraudulenta foi encontrada nos grandes circuitos de distribuição" e salientou que existem equipas a trabalhar para encontrar os cerca de 150 quilogramas que ainda estão em falta.

Os talhos em questão colocaram informações para avisar os seus clientes da situação, acrescenta.

Este comunicado surge depois de a inspeção veterinária polaca ter reconhecido que um matadouro naquele país exportou cerca de 2.500 toneladas de carne de vacas doentes para dez países da União Europeia (UE).

Os países em causa são Portugal, Espanha, Finlândia, Hungria, Estónia, Roménia, Suécia, França, Lituânia e Eslováquia, para além de cerca de 20 pontos de venda na Polónia.

O Ministério da Agricultura português garantiu que já foi retirado e destruído um lote de carne de vaca, impróprio para consumo, que chegou a Portugal, através de um matadouro da Polónia.

"As autoridades nacionais desencadearam de imediato todas as diligências, tendo apreendido a totalidade do lote de carne, que foi encaminhado para destruição", afirmou, em comunicado, o Ministério da Agricultura.

De acordo com o ministério liderado por Capoulas Santos, o alerta da chegada do lote a Portugal foi dado pela Rede de Alerta Rápido, que integra o sistema de segurança alimentar da União Europeia.

Em causa está um lote de 99 quilogramas de carne de vaca, que chegou ao mercado português proveniente de um matadouro da Polónia, que aproveitava carcaças de animais feridos ou doentes.

O caso foi revelado no sábado pelo canal polaco TVN24, que transmitiu imagens de um matadouro na região de Mazóvia, a cerca de 100 quilómetros de Varsóvia, onde os funcionários retiravam feridas, tumores e sinais da carne que, posteriormente, era enviada para venda.

O Ministério da Agricultura esclareceu ainda que a Direção-Geral de Alimentação e Veterinária apresentou já o relatório da situação às autoridades europeias.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório